Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

É em Portugal que a Porsche vai apresentar o seu ícone

  • 333

EVENTO MUNDIAL A Porsche, tal como outros construtores automóveis, inscreveu Portugal na agenda das suas apresentações internacionais

FOTOs PORSCHE AG

O novo 911 - o modelo mítico da Porsche que é o automóvel desportivo de luxo mais vendido em todo o mundo - vai ser apresentado no Autódromo do Estoril, de 1 a 15 de dezembro. A marca alemã prevê que venham a Portugal especialistas de mais de 100 mercados diferentes

Longe vai o tempo em que as principais novidades da indústria automóvel eram apresentadas em Nova Iorque, na Califórnia, nos mercados exóticos dos Emirados Árabes ou nas principais "capitais" europeias e asiáticas das marcas de luxo. Nos últimos dois anos, o sector descobriu Portugal, tendo multiplicado o número de apresentações mundiais que os maiores construtores automóveis agendaram para o território nacional. Agora foi a vez da Porsche organizar em Portugal a apresentação mundial do novo modelo do seu ícone - o 911 -, que será realizará no Autódromo do Estoril, na primeira quinzena de dezembro.

Em produção desde 1963 - ano em que foi lançado no Salão Automóvel de Frankfurt, sob a designação de 901, posteriormente alterada para 911 por imposição da Peugeot, que registou todas as sequências de três números com zeros ao meio -, o novo 911 é marcado por uma alteração tecnológica que todo o mercado automóvel aguarda com curiosidade.

O primeiro biturbo de grande produção

Trata-se do primeiro 911 com motor biturbo de grande produção, que viu a cilindrada reduzida para 3 litros, ao mesmo tempo que a sua potência aumentou (face aos motores anteriores) e o consumo conseguiu ser diminuído, segundo refere a marca.

O teste destas especificações será uma das maiores motivações dos especialistas virão a Portugal no início de dezembro, para além de quererem comprovar o comportamento dinâmico do novo modelo, que a marca garante ter sido "muito desenvolvido".

Além dos testes em pista, no Autódromo do Estoril, a marca alemã prevê testes dinâmicos nas zonas circundantes do Estoril - preferencialmente Cascais e Sintra, dois "bilhetes postais" do turismo português.

Nuno do Carmo Costa, responsável da Porsche Ibérica, explica que "virão a esta apresentação mundial especialistas e proprietários de modelos Porsche de mais de 100 mercados de várias regiões geográficas, sendo esta a principal operação de divulgação mundial da Porsche, porque o 911 continua a ser o automóvel desportivo mais emblemático da marca".

Apesar do escândalo que o Grupo Volkswagen (VW) tem vindo a enfrentar a nível mundial - agora presidido pelo responsável máximo da Porsche, Matthias Müller - a marca Porsche continua a ter uma imagem de elevada qualidade e grande desenvolvimento tecnológico, que poucas consequências terá sofrido com os problemas da VW.

Vendas aumentam 51% na Europa

Aliás, a evolução das vendas da Porsche no mercado europeu "dificilmente poderia ser melhor, porque em setembro aumentaram 51%, o que corresponde a 7005 veículos vendidos, contra 4645 unidades vendidas em setembro de 2014", comenta Nuno Costa. De janeiro a setembro de 2015, a Porsche vendeu 58.150 automóveis no mercado europeu, o que traduz um aumento de 34% face aos 43.266 veículos vendidos no período homólogo de 2014.

A nível mundial, o aumento homólogo de vendas da Porsche em setembro de 2015 foi da ordem dos 29%, praticamente o mesmo nível de crescimento registado no conjunto das vendas de janeiro a setembro, que subiram 28%.

Mais 38,8% em Portugal

Em Portugal, Nuno Costa refere que as vendas aumentaram 38,8% de janeiro a setembro em termos homólogos, correspondentes a 401 veículos vendidos.

"Deste total, vendemos em Portugal 72 unidades do Porsche 911, mais 9 unidades do Cayman, 21 do Boxter, 110 do Cayenne, 55 do Panamera, 133 do Macan e apenas uma unidade do 918", refere o responsável da Porsche Ibérica.

"O Macan é o nosso 'produto estrela', que tem vindo a ganhar popularidade entre os nossos clientes, sendo um veículo de gama intermédia, destinado a uma utilização mais familiar", comenta Nuno Costa.

"O nosso veículo mais sofisticado é o 918, cujo preço ronda os 900 mil euros, teve quatro compradores em Portugal e agora já não há mais à venda, pois toda a produção foi adquirida por compradores que aguardavam a sua entrega há muitos meses", esclarece o responsável da Porsche Ibérica.

Sobre as disparidades em relação às vendas da Porsche reportadas pela Associação Automóvel de Portugal (ACAP), Nuno Costa explica que "a ACAP nunca tem os números corretos das vendas de veículos Porsche em Portugal porque não obtém os seus números do IMT - Instituto da Mobilidade e dos Transportes, mas apenas do único operador que tem registado na ACAP, que é o Entreposto".

Assim, adianta que "as vendas de Porsche que aparecem na lista das estatísticas da ACAP são apenas os que o grupo Entreposto vende no mercado português e não a globalidade dos Porsche vendidos e matriculados em Portugal, sendo que, de janeiro a setembro de 2015, foram vendidos no mercado português 401 Porsche e as estatísticas da ACAP apenas reportam 97 unidades, que são apenas os que foram vendidos pelo Entreposto".