Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Deutsche Bank anuncia prejuízos recorde de €6,2 mil milhões

  • 333

Sean Gallup / Getty Images

O CEO do maior banco alemão admite cortar um terço dos postos de trabalho e diminuir a presença do Deutsche Bank no estrangeiro

O Deustche Bank anunciou na noite desta quarta-feira que vai registar um prejuízo recorde de 6,2 milhões de euros no terceiro trimestre deste ano. Como consequência, o maior banco alemão admite vir a cortar ou a não distribuir os dividendos relativos a 2015. O Deustche Bank tem uma filial em Portugal.

A notícia chega após o CEO do banco, John Cryan, ter prometido cortar despesas. De acordo com a Reuters, Cryan tem planos para diminuir a presença do Deusche Bank no estrangeiro e acabar com 23 mil postos de trabalho, o equivalente a um quarto dos funcionários que trabalham na instituição. Numa carta aberta dirigida aos seus funcionários, o executivo anunciou que “as notícias não são boas”, reconhecendo que muitos ficarão “desapontados” com as novidades, já que a performance do banco “é insuficiente”.

Os maus resultados do maior banco alemão podem ser explicados pela reavaliação contabilística de várias unidades da instituição, assim como pela constituição de provisões para a cobertura de processos jurídicos em que o banco se encontra envolvido. O Deustche Bank vai revelar no dia 29 deste mês mais detalhes do documento que revela a sua estratégia até 2020.

As ações em bolsa do Deutsche Bank já caíram durante esta quinta-feira um total de dois pontos percentuais. Apesar do prejuízo recorde, o banco continua a situar-se acima dos mínimos regulatórios de capital. Os analistas dizem que Cryan vê o seu trabalho dificultado por liderar o último banco de grandes volumes de investimento a reduzir as suas operações, depois dos rivais UBS, Barclays ou Credit Suisse.

Em 2011 foi efectuado o processo de conversão em filial do Deutsche Bank AG, alterando a denominação social para Deutsche Bank AG, Sucursal em Portugal.