Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Escândalo da Volkswagen custará mais à Alemanha que a saída da Grécia

  • 333

STEFAN WERMUTH / Reuters

Wolfgang Munchau alerta: além dos enormes prejuízos diretos para a Volkswagen, o escândalo com o falseamento dos testes vai por em causa o modelo económico alemão

"As sanções e as indemnizações resultantes da manipulação dos testes de emissões pela VW podem facilmente atingir mais de cem mil milhões de euros. Os custos económicos totais irão ser um múltiplo disso, mais do que a Alemanha iria alguma vez enfrentar com uma saída grega da zona euro."

A frase é de Wolfgang Munchau, editor do Financial Times, num artigo hoje publicado também no Diário de Notícias. Para Munchau, ele próprio alemão (radicado em Inglaterra), o escândalo "ter potencial para afetar o modelo económico alemão", que "tem sido excessivamente dependente da indústria automóvel", tanto que o Estado "superprotege a indústria e representa os seus interesses no estrangeiro".

Frisando o papel da indústria automóvel alemã para o crescimento económico da Alemanha e para a criação de emprego, Munchau explica que a VW "está a ficar para trás no boom americano de vendas de automóveis" e que "os engenheiros da indústria automóvel não vão fazer uma nova formação" para trabalhar noutras indústrias, nomeadamente de ponta o no setor dos serviços, o que dificulta a superação da crise.

"A dependência da Alemanha de algumas poucas indústrias é uma das razões para a opinião sobre o país no exterior ser tão volátil", conclui Munchau.