Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bancos disparam na Bolsa

  • 333

As ações do BPI fecharam hoje a subir 7,94%. O banco anunciou ontem que pretende fazer a cisão dos ativos africanos e criar uma nova sociedade que vai cotar em Bolsa, para eliminar a exposição a Angola. Tudo para cumprir requisitos do Banco Central Europeu. As ações do BCP também subiram: 12,64%.

O BPI subiu hoje 7,94% em Bolsa a beneficiar do anúncio da cisão de ativos em Angola e Moçambique.

As ações do banco fecharam a valer 1,019 euros, mas chegaram a subir 8,7% para o máximo do dia de 1,026 euros.

"No BPI há também um ângulo especulativo sobre um cenário de fusões e aquisições", diz João Lampreia, analista do Banco BiG.

"O anúncio do spin-off do BPI está a animar os investidores, que acreditam na possibilidade de Isabel dos Santos lançar uma proposta para compra isolada do BFA (banco do BPI em Angola)", afirma Pedro Ricardo Santos, gestor da XTB Portugal, numa nota de análise.

A nova sociedade, que agregará os negócios do BPI em Angola e Moçambique, terá a mesma estrutura acionista que o banco. Será atribuída aos atuais acionistas uma ação por cada uma já detida. A nova sociedade será cotada na bolsa de Lisboa.

Mas Isabel dos Santos, acionista do BPI com 18,6% do capital, tem o poder para vetar a operação.

"Assim, a mulher mais rica de África poderá vetar a criação da nova empresa na administração do BPI, para depois concretizar a intenção na aquisição exclusiva do negócio angolano, ou parte dele. Outra possibilidade será o lançamento de uma OPA ao capital na nova sociedade, depois de cotada em bolsa", aponta o gestor da XTB.

Desde o máximo deste ano, a 6 de março, nos 1,57 euros, o BPI perdeu 35%. Em 2015, o BPI continua negativo, com uma queda de 0,68%, segundo dados da Thomson Reuters.

BCP dispara

As ações do Millennium bcp também tiveram um dia positivo, com uma subida de 12,64% para 0,049 euros.

"O título já incorpora os riscos que rodeiam o banco. A subida de hoje foi uma recuperação e também houve alguma cobertura de posições curtas (compra de ações por parte de investidores que apostavam na queda do título)", adianta João Lampreia.

O BCP liderou os ganhos, em termos percentuais, do índice Stoxx Europe 600 para a banca.

Desde o início do ano, o BCP acumula perdas de 25,4%.

Quanto ao Banif, fechou a subir 5,5% para 0,0038 euros.

Os ganhos da banca ajudaram o PSI-20, o principal índice da bolsa portuguesa, a subir 1,23% para 5.109,25 pontos.