Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Economia americana cresce mais que o previsto

  • 333

Consumo das famílias empurra o Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano para um crescimento de 3,9% entre abril e junho, uma recuperação inequívoca em relação aos 0,6% do primeiro trimestre

O crescimento económico dos Estados Unidos foi mais forte do que o previsto no segundo trimestre, impulsionado pelo consumo das famílias, indica a terceira e última estimativa do Departamento do Comércio divulgada hoje.

Entre abril e junho, o Produto Interno Bruto (PIB) norte-americano cresceu a um ritmo anual de 3,9%, uma acentuada recuperação em relação aos 0,6% do primeiro trimestre, quando o fraco crescimento foi atribuído ao inverno rigoroso.

A segunda estimativa apontava para um aumento do PIB de 3,7%, um número que os analistas esperavam agora que se confirmasse.

A aceleração no segundo trimestre reflete os gastos das despesas particulares, uma subida das exportações, investimentos mais dinâmicos da parte das empresas e uma recuperação nas despesas das autoridades estaduais e locais. As importações, que também pesam no PIB, desaceleraram.

As despesas dos consumidores registaram um aumento de 3,6%, o mais forte desde o último trimestre de 2014, quando a anterior estimativa indicava 3,1%.

Os investimentos das empresas também aceleraram 4,1% contra os 3,2% avançados anteriormente e as exportações subiram 5,1%.

O governo norte-americano vai publicar a primeira estimativa de crescimento do PIB no terceiro trimestre a 29 de outubro, dia da próxima reunião de política monetária da Reserva Federal, banco central norte-americano.

As previsões dos analistas apontam para um crescimento da ordem de 2,5% em 2015, depois dos 2,4% registados em 2014.