Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Venda do Novo Banco só depois das eleições

  • 333

Encruzilhada. A primeira escolha para a venda do Novo Banco foi a Anbang. Se falhar, o segundo caminho está escolhido

Nuno Botelho

O “Diário Económico” avança que o Banco de Portugal vai anunciar esta terça-feira o fim das negociações, tanto com a Fosun como com a Apollo, e que o processo de negociações fica adiado para depois das eleições legislativas

O Banco de Portugal irá anunciar, formalmente, o fim das negociações para a venda do Novo Banco noticiada na sexta-feira passada pelo “Diário Económico” e pelo “Sol”.

Citando fontes próximas do processo, os dois jornais garantiam que o Governo e o Banco de Portugal teriam recusado vender o Novo Banco ao desbarato e decidido anular o atual concurso, lançando um novo até ao final do ano.

Com efeito, lembravam que a última oferta de um dos candidatos à instituição que herdou os ativos saudáveis do BES, os chineses da Fosun era de 1,5 mil milhões de euros, ou seja, metade do valor mínimo definido pelo Banco de Portugal.