Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Fosun não conseguiu “acordo satisfatório” no Novo Banco, mas continua interessada em Portugal

  • 333

FOTO José Coelho / Lusa

Apesar do falhanço nas negociações, os chineses da Fosun elogiam a forma e a transparência com que o banco central conduziu o processo e garante que se mantém empenhada em investir no país

"A Fosun compreende e aceita, sem reservas, a decisão do Banco de Portugal, norteada pela necessidade de redução da incerteza quanto às necessidades de capital do Banco, e deseja salientar o elevado profissionalismo, transparência e rigor demonstrados pelas equipas do Banco de Portugal e do Novo Banco", lê-se num comunicado enviado às redações.

A Fosun, que é dona da Fidelidade e da Luz Saúde, garante que se mantém confiante no trajeto de crescimento da economia portuguesa e no investimento que fez no país. "Portugal continua a apresentar perspetivas de crescimento e de investimento muito interessantes e, como tal, constitui um elemento-chave da nossa estratégia de crescimento e expansão."

E prossegue: "A Fosun continua, assim, empenhada, não só em desenvolver e apoiar os investimentos já existentes, como também na procura de novas oportunidades de investimento em Portugal".