Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Portuguesa Zarph exporta equipamentos de depósitos de notas

  • 333

Empresa portuguesa vende ao banco alemão ProCredit 30 máquinas automáticas que permitem efetuar operações bancárias e que serão instaladas na Bulgária

A Zarph, empresa especializada em gestão de tesouraria e sistemas de pagamento, vai vender 30 equipamentos de depósitos de notas ao banco alemão ProCredit a operar na Bulgária, no valor de 250 mil euros.

"A solução disponibilizada pela Zarph, e que será implementada em 30 filiais do banco alemão na Bulgária, irá permitir ao cliente final realizar as suas operações de depósito 24 horas por dia, sete dias por semana, sem ter que se dirigir aos balcões da instituição financeira", refere a empresa em comunicado.

Esta solução de depósito de notas, em que se utiliza o Modelo TD 412, possibilita a todos os intervenientes a gestão de informação em tempo real, garante a eficiência no processo e a maximização da rentabilidade do equipamento.

Além disso, este equipamento consiste numa solução autónoma, mas que integra uma plataforma na Internet (web) ligada ao 'software' de gestão do banco, simplificando desta forma o processo de gestão, salienta a empresa no comunicado.

Segundo o presidente-executivo da Zarph, Pedro Mourato Gordo, o negócio com o banco ProCredit é "um passo muito importante" na internacionalização das soluções da empresa e, também, "o primeiro projeto no setor da banca".

"Estamos a falar de um negócio internacional, num setor estratégico e que se traduz na implementação de equipamentos TD 412, o modelo de topo da nossa área de gestão de tesouraria", esclareceu.

Para responder às necessidades do banco alemão ProCredit junto do cliente final, a tecnológica Zarph realizou adaptações técnicas essenciais, tendo desenvolvido, por exemplo, um ecrã táctil de maior dimensão e um teclado virtual para facilitar o interface.

Outra das adaptações teve a ver com um dispositivo intermédio de armazenamento de dinheiro ( 'Escrow'), que permite o cancelamento da operação por parte do utilizador.

Pedro Mourato Gordo explicou que se trata de "uma operação que vem reconhecer a credibilidade das soluções que a Zarph tem vindo a desenvolver".

Quanto ao cliente sublinha: "o facto de ser um banco alemão com presença na Bulgária, mostra que hoje em dia o país onde se fecha um negócio não é o ponto de chegada, mas sim o ponto de partida para outros negócios", sublinhou.

Para por em prática este projeto, a Zarph conta com o apoio do seu parceiro local, a United Bank Service (UBS), responsável pela comercialização das soluções da tecnológica portuguesa e pela assistência técnica.

O ProCredit é um banco com sede em Frankfurt, na Alemanha, mas com uma forte presença na Europa de Leste, América Latina e em África.

No início deste ano a Zarph entrou em Angola, sendo que a Bulgária se tornou no segundo mercado além-fronteiras da tecnológica nacional.