Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Adjunto do ministro vai para o grupo AdP

  • 333

Pedro Franco transitou diretamente do gabinete de Moreira da Silva para a administração da empresa AdP Serviços

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

A Águas de Portugal (AdP) aprovou para o conselho de administração de uma das suas empresas, a AdP Serviços, a entrada de Pedro Amat de Vasconcellos Franco, que até ao final de junho era adjunto do ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, com quem trabalhou justamente a reestruturação do sector da água.

As ligações entre os ciclos políticos e o grupo estatal são estreitas. Em maio de 2005 o novo Executivo socialista apontou Pedro Serra para a presidência da AdP (substituindo Joaquim Poças Martins, que aí estava há apenas um ano). O gestor terminaria o seu mandato no final de 2010, mas em 2011, após alegadas divergências com o novo Governo social-democrata, Pedro Serra renunciou, sendo substituído por Afonso Lobato de Faria, que o Governo foi buscar à Efacec Ambiente. Em 2012 a subsidiária AdP Energia passaria a ter como presidente Paulo Caetano, antigo colega de Pedro Passos Coelho na administração da Fomentinvest.

Leia mais na edição deste sábado nas bancas