Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Sérgio Monteiro surpreendido: “Caíram os mitos”

  • 333

Alberto Frias

Secretário de Estado ficou surpreendido com o número de propostas apresentadas para a gestão do Metro do Porto e da STCP e diz que se trata de uma vitória dos contribuintes

O secretário de Estado dos Transportes, Sérgio Monteiro, diz ao Expresso que está "muito surpreendido" com a apresentação de quatro candidatos e sete propostas às concessões da Metro do Porto e STCP. O secretário de Estado não contava com uma participação tão forte. "Uma surpresa muito positiva", realça.

Com o resultado deste concurso "caíram os mitos" e provou-se que é viável "gerir com menos recursos e sem indemnizações compensatórias a Metro do Porto e a STCP", como já se verificou este ano. Mas, a partir de 2016, essa poupança do Estado é "de caráter permanente e definitivo". O ajuste direto revela-se, assim, uma "vitória para os contribuintes".

Sérgio Monteiro considera que o interesse de grandes operadores internacionais (Transdev e National Express) e dois nacionais (Barraqueiro e Gondomarense) prova que "Portugal permanece um destino em que vale a pena investir" - o caderno de encargos força o futuro concessionário a renovar a frota da STCP.

Os quatro concorrentes "acreditam que é possível gerir empresas públicas sem subsídios do Estado e assumem o risco da operação, libertando os contribuintes das indemnizações compensatórias".

A poupança para o Estado será superior aos 12 milhões por ano apontados como referência porque as propostas apresentadas terão preços unitários mais baixos do que os previstos no caderno de encargos.

Após a análise das sete propostas (a Gondomarense só é candidato à STCP), o júri elaborará um relatório preliminar com a indicação do vencedor a que se seguirá a audiência prévia com todos os concorrentes, antes da homologação final.