Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Ryanair tem urgência no aeroporto do Montijo...

  • 333

Michael O'Leary, presidente executivo da Ryanair, esta manhã em Lisboa

Luis Coelho

… e até está disponível para gerir aquela infraestrutura. O presidente executivo da Ryanair, Michael O'Leary, defendeu esta quarta-feira que é urgente a abertura de um aeroporto complementar à Portela e sugere ao Governo português que o mesmo seja gerido por outra entidade, que não a Vinci.

Michael O’Leary considera "triste" a decisão do Governo português de vender todos os aeroportos portugueses ao grupo francês Vinci, criando assim "um monopólio". Segundo o presidente executivo da Ryanair, seria positivo que a gestão do aeroporto complementar no Montijo fosse entregue a outro operador, adiantando que a própria Ryanair estaria disponível para o fazer.

Michael O’Leary acusa a Vinci de estar a limitar a capacidade de crescimento da companhia. “A Vinci não quer aumentar o aeroporto de Lisboa. Mas não há razão para não o fazer. Não o faz para evitar a concorrência”.

“Lisboa pode crescer muito mais. É altura de pensar no Montijo. Queremos investir em Lisboa, mas neste momento estamos bloqueados pelo aeroporto da Portela", afirmou o responsável da companhia área de baixo custo.

Em conferência de imprensa, esta quarta-feira, Michael O'Leary adiantou ainda que viu recusado o pedido para o aumento de movimentos por horas no aeroporto de Lisboa, bem como o lançamento de uma rota para a ilha Terceira, nos Açores.