Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Macau avança com austeridade devido a quebras no jogo

  • 333

Medidas de austeridade do Governo de Macau entram hoje em vigor, depois de os casinos terem registado receitas abaixo do limite fixado

Pelo menos oito salas de jogo VIP dos casinos de Macau encerraram em agosto, numa altura em que o território já registou 15 meses consecutivos de quebras nas receitas do setor, noticia hoje o jornal Business Daily.

O económico cita a Associação de Mediadores de Jogos e Entretenimento de Macau, que indica que, entre as salas encerradas, algumas pertencem à empresa de 'junkets' -- angariadores de grandes apostadores -- Golden Group.

Segundo a associação de trabalhadores do setor do jogo Forefront of Macau Gaming, desde o início do ano terão sido 40 a 50 as salas VIP encerradas, o que afetou cerca de 3.000 trabalhadores locais.

Os casinos de Macau encerraram o mês de agosto com receitas brutas de 18.621 milhões de patacas (2.069 milhões de euros), revelou hoje o gabinete do Secretário para a Economia e Finanças, Lionel Leong.

As receitas acumuladas entre janeiro e agosto atingiram, assim, os 158.880 milhões de patacas (17.660 milhões de euros).

Como este valor colocou as receitas abaixo da média estabelecida pelo executivo para impor "medidas de austeridade" - 20.000 milhões de patacas (2.174 milhões de euros) -- foi hoje anunciado o início do plano de contenção de custos, com o qual o Governo espera vir a poupar cerca de 1.400 milhões de patacas (155 milhões euros) até ao final do ano.