Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Meio milhão ganha menos de 419 euros

  • 333

A percentagem de desempregados que arranjou emprego atingiu 24,5% no segundo trimestre, o valor mais alto desde 2011

TIAGO MIRANDA

Mercado recupera, licenciados disparam, mas salários abaixo do Indexante de Apoios Sociais (IAS) são 552 mil

“Arranja-me um emprego/ Arranja-me um emprego, pode ser na tua empresa, com certeza/ Que eu dava conta do recado e pra ti era um sossego”. O emprego não é apenas tema de uma música de Sérgio Godinho. É também tema de campanha. Desta e de outras no passado. (Lembram-se dos 150 mil empregos prometidos por José Sócrates?) Agora a polémica é sobre o balanço do mandato deste Governo que estalou depois da entrevista de Passos Coelho à SIC. A economia está a recuperar mas os números do INE, analisados pelo Expresso, mostram que há cerca de meio milhão que trabalha por menos de 419,22 euros, o Indexante de Apoios Sociais (IAS).

Primeiro, o balanço dos grandes números. O Governo insiste na criação de emprego e redução de desemprego desde que o mercado bateu no fundo, no início de 2013. A oposição prefere ‘regressar’ a 2011 para fazer as contas. Na comparação entre o segundo trimestre de 2011, antes de o atual Governo entrar em funções, e o segundo trimestre deste ano (o último publicado pelo INE com dados detalhados), perderam-se 218,6 mil empregos, em termos líquidos, e há menos 38,3 mil desempregados.

Leia mais na edição deste fim de semana