Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Parlamento holandês apoia resgate à Grécia

  • 333

Uma moção de rejeição do terceiro resgate a Atenas não foi aprovada esta quarta-feira no parlamento da Holanda

Jorge Nascimento Rodrigues

Uma moção de rejeição do terceiro resgate à Grécia não passou esta quarta-feira no Parlamento holandês. Votaram contra 81 deputados e apenas 52 apoiaram o não a Atenas.

Recorde-se que, esta manhã, o Bundestag aprovou o resgate por larga maioria de 454 votos. O caminho ficou aberto para que o conselho de governadores do Mecanismo Europeu de Estabilidade dê ainda esta quarta-feira o sim ao memorando para o empréstimo de uma primeira tranche de 23 mil milhões de euros à Grécia.

Um desembolso de 13 mil milhões de euros deverá seguir de imediato para Atenas para que o governo grego possa amortizar na quinta-feira as obrigações em carteira no Banco Central Europeu e nos bancos centrais nacionais do Eurosistema que envolvem 3,2 mil milhões de euros e reembolsar o empréstimo intercalar de 7,2 mil milhões de euros que recebeu em julho.

Um montante de 10 mil milhões de euros ficará no Luxemburgo com vista a uma primeira fase de recapitalização dos bancos helénicos que deverão recorrer a esse fundo, que aprovará os desembolsos caso a caso.

Entre setembro e outubro deverão ser desembolsados mais 3 mil milhões de euros e até final do ano o plano de recapitalização dos principais bancos deverá estar concluído. A verba prevista para recapitalização da banca soma 25 mil milhões de euros.

O montante global previsto para o terceiro resgate à Grécia é de cerca de 86 mil milhões de euros. Mas as verbas finais das suas componentes ainda não são conhecidas e dependem também de um eventual envolvimento financeiro do Fundo Monetário Internacional, que só tomará uma decisão depois do primeiro exame em outubro ao andamento do novo resgate e em função de um compromisso dos credores oficiais europeus a um "alívio da dívida" grega.