Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Phone House espera vender negócio em Portugal até ao fim de agosto

  • 333

Em causa estão aproximadamente 120 lojas, que empregam cerca de 730 trabalhadores

Os acionistas da Phone House, o grupo inglês Dixons Carphone, estão em negociações para a venda da empresa em Portugal e esperam concluir o negócio nas próximas semanas, disse à Lusa o diretor-geral em Portugal, Nuno Luz.

"Já há negociações avançadas com vários interessados", adiantou o mesmo responsável, sem acrescentar detalhes. Nuno Luz espera que a concretização do negócio esteja "por semanas", admitindo que pode estar concluído em agosto.

Em causa estão aproximadamente 120 lojas, das quais 14 'franchisings', que empregam cerca de 730 trabalhadores. Nuno Luz afirmou que a estratégia da Dixons Carphone foi anunciada na semana passada pelo presidente executivo, Sebastian James, envolvendo a alienação de operações "non-core" em França, na Alemanha, Holanda e Portugal.

"A estratégia passa por potenciar países onde existe a integração dos dois negócios [retalho de telecomunicações e retalho de eletrónica de consumo] e procurar parceiros locais nos restantes", continuou.

A Dixons Carphone resultou da fusão, em agosto de 2014, da retalhista britânica Dixons Retail, focada na área dos eletrodomésticos e eletrónica de consumo, com a Carphone Warehouse, uma das principais cadeias europeias de telecomunicações, que já estava presente em Portugal através da The Phone House.

Segundo Nuno Luz, embora o objetivo seja vender a operação em Portugal, "existe interesse em manter a relação com os novos acionistas" da Phone House numa perspetiva de prestação de serviços tecnológicos.