Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Embaixador na Alemanha diz que Portugal é um país em que se pode confiar

  • 333

Luís de Almeida Sampaio assegurou esta quarta-feira numa conferência em Rostock que as eleições legislativas deste ano não trarão surpresas

Miguel Prado

Miguel Prado

Jornalista

O embaixador de Portugal na Alemanha, Luís de Almeida Sampaio, garantiu esta quarta-feira a uma plateia de gestores e académicos alemães que durante os anos de assistência financeira "Portugal demonstrou que é um país no qual se pode confiar inteiramente".

Falando na abertura de uma conferência sobre economia da saúde em Rostock, no norte da Alemanha, o embaixador português sublinhou que "a commodity mais valiosa em qualquer bolsa de valores, mais do que o petróleo ou o ouro, é a confiança, a credibilidade". E aí, notou o diplomata, Portugal deu provas.

"Nós ganhámos a batalha mais difícil, que foi a da restauração da credibilidade", afirmou Luís de Almeida Sampaio, que na sua intervenção frisou que Portugal reúne outros fatores críticos de diferenciação.

Um desses fatores é a estabilidade política. "Não há surpresas que possam vir de Portugal, independentemente dos resultados das eleições de outubro deste ano", apontou. O embaixador referiu ainda a "notável coesão social" e a "combinação quase perfeita entre formação de qualidade e mão de obra adaptável" como outros fatores de diferenciação de Portugal.

Na conferência de economia da saúde que arrancou esta quarta-feira em Rostock, Portugal é o país convidado. A comitiva lusa conta com cerca de 30 participantes, em que se incluem representantes de uma dezena de empresas da região Centro. O ministro da Saúde, Paulo Macedo, é um dos oradores da conferência.