Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Cimeira do euro chega a um acordo para a Grécia

  • 333

TONY GENTILE / REUTERS

Reformas a aprovar pelo parlamento grego e aceites por Alexis Tsipras permitem acordo com mais ajuda financeira.

Os chefes de Estado e de Governo da zona euro, reunidos em Bruxelas desde domingo à tarde, chegaram esta segunda-feira de manhã a um acordo sobre a Grécia, ao cabo de 17 horas de negociações, anunciou o primeiro-ministro belga.

"Acordo", anunciou Charles Michel na sua conta na rede social twitter.

Agreement

— Charles Michel (@CharlesMichel) July 13, 2015

Os líderes da zona euro estiveram reunidos, em Bruxelas, numa "maratona" negocial em busca de um acordo sobre um terceiro "resgate" à Grécia.

Está tudo preparado para um programa do mecanismo europeu de estabilidad epara a Grécia, com reformas sérias e com apoio financeiro diz ainda o líder do Conselho no Twitter.

A cimeira extraordinária da zona euro sobre a Grécia, apontada como decisiva para o futuro da Grécia na zona euro, teve início às 16h locais de domingo (15h de Lisboa), e foi interrompida por diversas vezes para consultas e reuniões à margem devido às diferenças entre as autoridades gregas e os seus credores.

De acordo com várias fontes, o Governo grego liderado por Alexis Tsipras acabou por concordar com a maioria das medidas reclamadas pelos credores, que terá que aprovar a nível legislativo até à próxima quarta-feira, tendo sido as divergências quanto a dois pontos, designadamente o fundo de privatizações reclamado pelos credores, assim como a participação do Fundo Monetário Internacional no novo programa de assistência, que fizeram prolongar em várias horas os trabalhos. 

Sem um acordo, a Grécia ficava muito próxima de uma saída da zona euro, o chamado "Grexit".

Portugal está representado no encontro pelo primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, que irá dar uma conferência de imprensa.