Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Água das Pedras passa a Pedras Water nos EUA

  • 333

Francisco Guedes, responsável da Unicer para os Estados Unidos, mostra a 'nova' Pedras Water aos americanos, numa feira em Nova Iorque

Emigrantes dão cada vez menos importância à ‘saudade’ e os produtos já não se vendem como antigamente. Água das Pedras quer entrar no mercado gourmet dos Estados Unidos

A marca Água das Pedras vai passar a chamar-se Pedras Water, mas só para o mercado americano. “Vendíamos muito para o mercado da saudade mas, mesmo aí, as coisas estão a mudar. Há cada vez menos ‘saudade’ nesse mercado, que chegou a ser muito importante para produtos portugueses, e como sabemos que temos em mãos um produto de grande qualidade não vamos deixá-lo desvanecer-se com o desaparecimento gradual da ‘saudade’ por parte dos emigrantes portugueses noutros países, neste caso nos EUA”. 

É desta forma que Francisco Guedes, gestor da Água das Pedras para o mercado americano, explica o que se está a passar em relação à marca que representa. Não está apenas a traduzir o nome para inglês, como também a forma de comunicar.

Uma prova de águas para americano ver
O primeiro (e simbólico) passo foi dado na semana passada, em Nova Iorque, no âmbito da Summer Fancy Food Show. Além da presença com um stand na feira gourmet, Francisco Guedes e a sua equipa convidaram o conceituado sommelier americano das águas Michael Mascha, a fazer uma prova de águas gaseificadas. Escolheram um dos lugares que estão na moda em termos de eventos gastronómicos — o Gotham West Market — e arrastaram até lá alguma imprensa especializada, distribuidores, importadores e clientes de algumas cadeias de lojas.

“Arriscámos. Sabemos que temos uma das 0,5% águas naturalmente gaseificadas do mundo. Todas as outras têm gás porque lhes é adicionado em alguma percentagem. O Michael Mascha também sabe disso, já o disse num dos seus livros mais famosos e mais vendidos, e queremos transmitir isso ao mercado americano”.

Quando perguntamos a Francisco Guedes o que seria um bom resultado desta campanha de promoção responde: “Era, daqui a seis meses, estarmos em mais uma ou duas cadeias de lojas, além da cadeia ShopRite, onde já marca presença. Queremos saltar do mercado da saudade para as mesas dos restaurantes de luxo de Nova Iorque”.