Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Cruzeiros. O sonho de Mário Ferreira de se tornar operador global

FOTO Rui Duarte Silva

Mário Ferreira está de novo na Alemanha no âmbito da operação de compra do gigante Nicko Cruise

O empresário Mário Ferreira (Douro Azul), viaja hoje para Estugarda, na Alemanha, para trabalhar com a sua equipa na operação de compra do gigante de cruzeiros Nicko Cruises. 

A Douro Azul é uma das duas empresas finalistas entre as 10 que apresentaram propostas de compra, no âmbito  do processo de insolvência da empresa alemã. A decisão cabe ao gestor judicial e deverá ser anunciada até ao fim da próxima semana.

Contactado pelo Expresso, Mário Ferreira alegou o caráter confidencial do processo para descartar qualquer comentário sobre o tema. Reafirmou apenas "o total empenho" na transação, envolvendo um operador ao qual tem uma ligação comercial. Dois dos navios-hotéis da Douro Azul (o Douro Queen e o Douro Cruises) são fretados pela Nicko Cruises que os vende no mercado alemão. Isto é, a mudança de gestão da Nicko pode comprometer o negócio alemão da Douro Azul que vale 8 milhões de euros.

 Operador global

A empresa alemã, ,especializado em cruzeiros fluviais, opera com 32 barcos em rios de todo o mundo, mas a maioria pertencem a parceiros locais, como a Douro Azul. Opera, por exemplo, no Reno e Volga, Yangtze (China), Ganges (Índia) e Mekong (Vietname e  Cambodja).

A Nicko Cruises foi comprada no início de 2013 por um fundo suíço que pagou 100 milhões de euros. A mudança de gestão revelou-se desastrosa. O desempenho degradou-se até a empresa entrar, em maio passado, em gestão judicial e proteção de credores para evitar a falência. O  seu valor de mercado reduziu-se muito, mas o potecial do negócio permanece intacto.

Três vezes a Douro Azul

A Nicko fatura 115 milhões, o triplo da Douro Azul que opera no Douro com 10 navios-hotel e tem o 11º em construção, nos estaleiros navais de Viana do Castelo.

 A publicação dedicada à indústria dos cruzeiros Schiffsreisen intern já noticiou que  a proposta  Douro Azul estaria na frente. O armador português não comenta. Se tal se confirmar, o tubarão Mário Ferreira cumpre o sonho de se tornar um operador de cruzeiros global, depois de ter um plano que entretanto congelou de explorar cruzeiros no Amazonas.