Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

TAP: Pires de Lima reúne-se com PGR

  • 333

MIGUEL A. LOPES/ LUSA

Ao Ministério da Economia chegou a informação de que o burlão das privatizações podia ser membro da PJ 

Segunda-feira, Pires de Lima encontra-se com Joana Marques Vidal. A reunião com a procuradora-geral da República acontece depois de o ministro ter denunciado que um homem, que se identificou como seu representante, tentou obter vantagens económicas junto do consórcio vencedor da privatização da TAP.

Na denúncia, o ministro diz ainda que o mesmo homem terá contactado um responsável da subconcessão do Metro e da Carris. Fonte do Ministério da Economia concretiza: no caso da TAP o homem tentou “sacar dinheiro ao consórcio” e “informação privilegiada” na Carris/Metro.

O Expresso sabe que ao Ministério da Economia chegou a informação que o homem em causa se identifica como António Vicente (um nome que pode ser falso) e que poderá ser um elemento da Polícia Judiciária. Pires de Lima não faz comentários sobre estas suspeitas. Diz, no entanto, que tratando-se de “factos graves e totalmente anómalos que punham em causa o interesse público em matérias onde a exigência de transparência é total e que além de mais feriam o meu bom nome, achei que tinha ser feita uma comunicação formal” às autoridades.

Pires de Lima acrescenta que compete “à PGR, não ao ministério, fazer as averiguações legais que entenda convenientes.” Contactado pelo Expresso, Almeida Rodrigues, diretor da PJ, garante que não há “qualquer funcionário da PJ com aquele nome” e frisa que “ninguém do Ministério da Economia comunicou qualquer suspeita à PJ, como seria normal”.