Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsas arrancam em alta com terceiro resgate grego no horizonte

  • 333

As bolsas abriram em alta esta quarta-feira, animadas pela possibilidade de um terceiro resgate à Grécia, colocado em cima da mesa na sequência do pedido de assistência financeira feito por Atenas, que mostra assim abertura para fazer cedências

A Bolsa de Lisboa acordou esta quarta-feira, tal como o resto da Europa, com um sentimento positivo em relação à evolução da crise grega, o que levou o PSI20 a abrir em alta e apresentar um ganho 0,36% às 9h.

O facto de o FMI ainda não ter considerado que a Grécia está incumprimento, embora Atenas tenha falhado o pagamento de 1,6 mil milhões de euros, é um sinal de que ainda há abertura para negociar, situação que deixa os investidores mais tranquilos.

A subida de Lisboa é acompanhada pelas restantes praças europeias, com a Bolsa de Frankfurt a registar uma valorização de 0,99%. Paris sobe 0,93% e Madrid ganha 0,40%. Mas a incerteza mantém-se no horizonte, e os investidores continuam numa perspetiva de "esperar para ver". 

Os ministros das Finanças da zona euro vão reunir-se outra vez às 16h30 de Lisboa, para debaterem por teleconferência o novo plano apresentado pela Grécia. Hoje haverá também uma reunião do Banco Central Europeu.

O "sim" no referendo de 5 de julho às medidas propostas pelos credores poderá ser um factor determinante para que o terceiro resgate avance. E o vice-primeiro-ministro grego, Yannis Dragasakis, admitiu já na televisão pública, que o referendo poderá não avançar.

O sistema financeiro grego, a banca e a bolsa, continua sem funcionar. E o sector bancário está muito fragilizado, nas últimas três semana saiu da banca grega mil milhões de euros em média por dia.