Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Derrocada na banca europeia

  • 333

YANNIS BEHRAKIS / Reuters

Situação na Grécia penalizou esta segunda-feira, como se esperava, as bolsas europeias, com destaque para a banca. BCP estava a cair 9,6% na abertura em Lisboa

Um pouco por toda a Europa, a abertura das bolsas teve um elemento comum: a forte quebra da cotação dos bancos, com desvalorizações acima dos 5%.

Em Lisboa, o BCP arrancou com uma queda de 9,6% enquanto o BPI estava a perder 8%. O banco espanhol Sabadell perdia 7,9%, o Santander 8,5% e o BBVA 8,4%.

Em Milão, destaque para o Banca Popolare di Sondrio, a descer 9,7%, para o Unicredit (7,8%) e para o Intesa Sanpaolo (7,6%).

Em Paris, o BNP arrancou a sessão a cair 7%, a Société Générale 5,8%, o Natixis 9% e o Crédit Agricole 8%. Em Londres, o HSBC estava a cair 2,2% e o Barclays 4%. E na Alemanha o Commerzbank perdia 7,1% e o Deutche Bank caía 6,3%.

Destaque ainda para as quedas de 5% do ING, de 6,1% do Erste Group e de 14,4% do Raffeisen.