Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Bolsa de Atenas fecha para evitar o pânico. Reabertura a 7 de julho

  • 333

ORESTIS PANAGIOTOU EPA

A Bolsa de Atenas irá ficar encerrada até dia 6 de julho e só abrirá, tal como a banca, na terça-feira seguinte. O obejtivo é evitar o pânico e uma fuga de capitais do país

A Bolsa de Atenas não abriu esta segunda-feira e só voltará à normalidade no dia 7 de julho, um dia depois do referendo sobre o acordo entre a Grécia e os credores. 

A decisão do governo Grego em relação ao mercado de capitais é visto pelos analistas como uma decisão de bom senso, se a bolsa estivesse aberta haveria certamente uma corrida à venda de títulos e uma fuga de capitais. "O fecho da Bolsa de Atenas tem como objetivo limitar o colapso da própria bolsa", afirma um analista contactado pelo Expresso

A Bolsa de Atenas subiu na semana passada mais de 16%, num sinal claro de que os investidores acreditavam que iria haver acordo entre a troika e o governo de Alexis Tsipras. Não podiam estar mais enganados, houve uma ruptura nas negociações durante o fim de semana. 

A instabilidade tomou conta dos mercados. O sistema financeiro grego está desde hoje sujeito a controlo de capitais. A juros da dívida grega dispararam e estão agora nos 13,9%, mais 345 pontos percentuais do que  na véspera, de qualquer forma neste momento, o Estado grego não está a financiar-se nos mercados, até porque ninguém financiaria um Estado à beira da falência. . Já os juros da dívida portuguesa subiram 18 pontos percentuais, para 2,8%.