Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Portugal já pagou mais 1.832 milhões de euros ao FMI

  • 333

FOTO Luis Barra

A segunda parcela do reembolso antecipado foi paga a 18 de junho, informa a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública.

O Estado português devolveu mais 1.832 milhões de euros ao Fundo Monetário Internacional na semana passada, concretizando o segundo reembolso antecipado, segundo informou hoje o IGCP.

"O IGCP concretizou a 18 de junho o segundo reembolso antecipado do empréstimo do FMI, no montante de 1.471 milhões de SDR [direitos de saque especiais, a bolsa de moedas em que os empréstimos do Fundo são calculados], elevando a percentagem do empréstimo total pago ao FMI para cerca de 29%", lê-se no boletim mensal do IGCP - Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública, hoje publicado.

Depois de, em março Portugal, ter devolvido ao Fundo 6,6 mil milhões de euros, agora reembolsou mais 1.832 milhões de euros, totalizando os 8.432 milhões de euros devolvidos ao FMI de forma antecipada.

A 21 de janeiro, a ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, anunciou no parlamento que Portugal iria proceder ao pagamento antecipado do empréstimo contraído ao FMI durante o resgate financeiro do país, uma vez que o Estado acumulou "um montante de reservas de liquidez muito significativo" que permite "enfrentar com muita tranquilidade" eventuais dificuldades futuras.

O Governo prevê devolver ao Fundo, ao longo de dois anos e meio, 14 mil milhões de euros do pacote total de 26 mil milhões de euros pedidos à instituição durante o Programa de Assistência Económica e Financeira.