Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Guerra de cartões: Continente e Galp unem-se num só cartão

  • 333

Aliança da Galp e Continente leva 17 anos

Marcos Borga

Com a guerra de descontos ao rubro no retalho, 
a Sonae vai reforçar a ligação aos combustíveis

O Continente e a Galp vão aprofundar a sua parceria. As duas empresas decidiram fundir os seus programas de fidelização, com efeito a partir de segunda-feira. A estratégia traduz-se no fim do cartão Fast, que a Galp lançou em 1998, e permitirá, por exemplo, que as compras de combustível dos clientes do Cartão Continente contribuam para acumular saldo neste cartão. 

Miguel Seixas, administrador da Sonae MC, diz que esta mudança na parceria “dá a escolha ao consumidor, porque é o consumidor que decide onde vai utilizar os seus descontos, seja no retalho alimentar ou em combustível”.  

A parceria prevê que por cada €500 de compras de combustível sejam acumulados €5 no Cartão Continente. Na rede Galp os clientes só poderão usar até €50 do saldo acumulado no cartão por cada abastecimento de combustível. Além disso, mantém-se o desconto de até 12 cêntimos por litro de combustível da Galp que já era ofe-
recido aos detentores do Cartão Continente. Segundo Miguel Seixas, este cartão tem hoje 3,4 milhões de aderentes.

Rui Reis, diretor-geral comercial da Galp, diz que para a petrolífera se revelou mais interessante abandonar o programa Fast e, no segmento de clientes particulares, concentrar a estratégia de fidelização na aliança com o Continente. “Não tinha sentido estarmos a investir em duas plataformas de fidelização”, explicou ao Expresso, revelando que os clientes do Continente já representam 80% dos descontos que a Galp concede no segmento de particulares (ou seja, excluindo os cartões de frotas e outras parcerias institucionais).

Quanto aos detentores do cartão Fast que ainda tenham pontos no seu saldo, poderão   convertê-los em saldo no Cartão Continente até 30 de setembro ou, se não quiserem aderir ao novo cartão, podem usar os pontos no catálogo da Galp até 31 de agosto.

A fusão dos programas de fidelização é, assim, o mais recente passo numa aliança que já leva 17 anos e cuja última aposta tinha sido o Plano Energia 3, que permitia acumular saldo no Cartão Continente por via das faturas de eletricidade e gás natural da Galp. 

As diferentes estratégias

O cruzamento de descontos entre hipermercados e gasolineiras é uma estratégia seguida por várias empresas, embora com modalidades distintas de rede para rede. 

Em 2013 o Pingo Doce lançou o cartão Poupa Mais, que é descrito por fonte oficial da empresa como “um dos pilares de fidelização e comunicação com os clientes Pingo Doce”.  Lançado em parceria com a BP, o cartão permite aos aderentes poupar €2 em combustível na BP por cada €40 em compras no Pingo Doce. Segundo a empresa, hoje “existem cerca de 1,5 milhões de cartões Poupa Mais registados”.

A Repsol, uma das maiores petrolíferas a operar em Portugal, apostou, por seu turno, numa estratégia diversificada de parcerias com clubes de futebol, bancos, seguradoras, entre outras entidades. Fonte oficial da Repsol indicou ao Expresso que os descontos em combustível por via destas parcerias superaram os €10 milhões em 2014. 

No grupo Auchan é disponibilizado o cartão Jumbo Mais, que garante descontos de 10% nos consumos nas lojas Jumbo, Pão de Açúcar e nas gasolineiras Jumbo. Para ter acesso a estes descontos, os clientes têm de subscrever um cartão de crédito do Jumbo — desenvolvido pela instituição de crédito ONEY — que fica associado a uma conta bancária que o consumidor já tenha. Contactada pelo Expresso, a empresa não esteve disponível para divulgar os dados sobre a adesão ao cartão.

Noutras cadeias de retalho alimentar, como o Intermarché, o Lidl ou o Dia/Minipreço, não existem atualmente cartões de fidelização com descontos cruzados entre o consumo nas lojas e em gasolineiras. O Intermarché, no entanto, tem associado um negócio de postos de abastecimento de combustível com o qual pontualmente realiza campanhas para os seus clientes.

Pingo Doce terá segunda loja na rede da BP

Em março a Jerónimo Martins abriu a sua primeira loja de conveniência Pingo Doce & Go, junto ao posto da BP na Estrada da Luz, em Lisboa. Segundo revelou ao Expresso fonte oficial da BP, uma segunda loja do género está a caminho. “O conceito ainda se encontra em fase-piloto. No entanto, os resultados dos primeiros meses são francamente positivos, razão pela qual a segunda loja-piloto abrirá muito brevemente na zona da Grande Lisboa”, adiantou a BP, que é a segunda maior petrolífera a operar em Portugal e espera alcançar 400 postos no mercado nacional em 2016. Questionada sobre o peso da parceria com o Pingo Doce nos seus descontos em combustível, a BP não revelou pormenores. Segundo a Jerónimo Martins, em 2014 houve mais de 8 milhões de litros de combustível abastecidos com os descontos do cartão Poupa Mais.