Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Banco HSBC vai despedir até 25 mil trabalhadores

  • 333

A administração do HSBS decidiu acelerar o investimento na Ásia, nomeadamente no sul da China. A mudança da sede do banco de Londres para Hong Kong está também a ser analisada

PHIL NOBLE / REUTERS

Plano de reestruturação anunciado esta terça-feira prevê o despedimento de 10% dos funcionários em todo o mundo e uma redução anual de custos na ordem dos 4,5 mil milhões de euros

O banco britânico HSBC divulgou esta terça-feira um plano de reestruturação que implica a redução em todo o mundo de cerca de 10% do seu quadro atual de funcionários, ou seja, perto de 25 mil trabalhadores. 

A informação avançada pela empresa especifica que o plano prevê o fecho de sucursais, a deslocalização de milhares de postos de trabalho e uma aposta reforçada na vertente digital das suas operações.  

Esta reestruturação - anunciada depois de o banco ter sido alvo de fortes multas na sequência de investigações sobre lavagem de dinheiro e fugas ao fisco -  terá um impacto financeiro na ordem dos 4 mil milhões de euros. Mas segundo os cálculos divulgados, permitirá, a partir da sua aplicação, uma redução de custos na ordem dos 4,5 mil milhões de euros anuais. 

Simultaneamente, o HSBC anunciou a intenção de alienar as operações que tem atualmente na Turquia e no Brasil, prevendo para este último a manutenção apenas da sua operação para clientes institucionais. Em sentido contrário, a administração do banco decidiu acelerar o investimento na Ásia, nomeadamente no sul da China. 

A mudança da sede do banco de Londres para Hong Kong será, de resto, umas das possibilidades que está também a ser analisada no âmbito deste processo.