Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Tem uma startup? Cuidado com estes erros.

  • 333

Existem três erros financeiros que as startups não podem cometer. Quem faz o aviso é Taylor Sledge, presidente da empresa de serviços financeiros Sledge & Company, num artigo divulgado no site da revista Entrepreneur.

Já diz o ditado, “quem te avisa teu amigo é”. O amigo neste caso é o presidente da Sledge & Company, Taylor Sledge, que acompanhou o processo da empresa, que começou como startup. Baseado na sua experiência, Taylor deixa o aviso para três possíveis erros das novas empresas.

O primeiro está associado à desvalorização do capital humano. O presidente da empresa atribui às pessoas um papel fundamental, considerando mesmo que se tratam do “dinheiro real”. É importante considerar a delegação de tarefas como um investimento e não como uma perda de tempo.

O segundo alerta está relacionado com a vontade que as empresas têm em apostar tudo. Ou seja, segundo o presidente da Sledge & Company é importante pensar em grande, mas com precaução uma vez que este pensamento pode vir a ser um grande inimigo financeiro. Quando a empresa começa a gerar dinheiro é fácil querer investir de novo a totalidade do retorno obtido. No entanto, é importante fazer novas contratações, mudar de espaço e melhorar a tecnologia. Taylor acrescenta ainda que é importante construir algo fantástico, mas que ao mesmo tempo permita ter dinheiro para investir e fazer novas apostas, por exemplo.

O terceiro conselho está associado ao facto de muitas empresas poderem não ter um mentor financeiro. O autor destes avisos considera ser fundamental para o CEO da empresa ter alguém com quem falar sobre as várias etapas no percurso da startup em questão. Alguém capaz de ajudar a tomar decisões, que também vão ajudar na organização financeira. Taylor Sledge recomenda que não se faça tudo sozinho.