Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Custo salarial subiu 4,1% no primeiro trimestre, diz o INE

  • 333

O custo do trabalho agravou-se em 4,1% no primeiro trimestre. A maior subida foi na indústria.

O custo de trabalho registou no primeiro trimestre um agravamento homólogo de 4,1%, revelou esta sexta feira o INE. No trimestre anterior o índice tinha registado uma variação negativa de 8,7%.

Segundo o INE, a componente salarial agravou-se 4,3% face a 2014 enquanto os outros custos por hora efetivamente trabalhada registaram uma subida de 3,2%.

A subida é mais acentuda no sector  privados do que no público. No privado, o Índice de Custo do Trabalho (ICT) do INE subiu 4,5%, enquanto no público foi de 3,4%.  

 Por sectores, a indústria  bate a concorrência. Os custos salariais agravaram-se 5,2% pela conjugação dos salários pagos (+3%) e redução do número de horas (2%). Na construção, a subida foi mais moderada (4,2%), idêntica à registada no sector dos serviços (4,1%).

 O ICT é um indicador  da evolução dos custos do trabalho suportados pela empresa, por hora efetivamente trabalhada,