Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

Exportações têxteis retomam rota de crescimento

  • 333

Espanha, França e Reino Unido são os principais destinos dos têxteis nacionais, com uma quota de 56%

As exportações da indústria têxtil e do vestuário começaram o ano com uma queda ligeira, mas em março retomaram a rota do crescimento para fecharem o primeiro trimestre nos 1,219 mil milhões de euros, mais 2% que em período homólogo do ano anterior.

Na análise dos números, Paulo Vaz, diretor-geral da ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal, destaca o desempenho registado no capítulo dos tapetes e outros revestimentos, com um aumento de 13,3%, e na categoria de vestuário de tecido, "com um robusto crescimento de 8% nos primeiros três meses do ano, dando boas perspetivas para o resto do ano".

Por países de destino, o ranking das exportações é liderado por Espanha (32,2%), França (14%)  e Reino Unido (8,8%), três mercados que absorvem 55% das vendas da indústria têxtil portuguesa.

Estados Unidos da América (5,9%), Espanha (5%) , Reino Unido (6,3%) e Alemanha (4%) estão entre os clientes com maior crescimento em termos absolutos.

No primeiro trimestre, as importações do sector cresceram 0,6%, para os 907 milhões de euros, pelo que a balança comercial registou um saldo positivo de 311 milhões de euros.