Siga-nos

Perfil

Economia

Economia

O capitalismo chegou à canábis

  • 333

Folha de Marijuana

Reuters

A legalização do consumo de marijuana nos Estados Unidos está a abrir caminho a uma indústria avaliada, no mínimo, em €40 mil milhões. Aplicações, serviços e produtos inovadores não param de nascer.

"Esta é uma indústria massiva", diz Brendan Kennedy, presidente do maior fundo de capital de risco destino ao setor da Marijuana. Segundo a consultora ArcView Group, especializada no negócio da canábis, esta indústria, nos Estados Unidos, estará avaliado, no mínimo, em €40 mil milhões. Nas contas mais otimistas, pode valer €46 mil milhões. Por enquanto, vale €2,5 mil milhões - um crescimento de 75% face ao valor de 2013.

Nos últimos anos, 23 estados norte-americanos já legalizaram o consumo de marijuana. A maioria, apenas para fins medicinais, mas em quatro deles (Colorado, Washington, Oregon e Alaska), a que se soma o distrito federal de Columbia onde se localiza a capital Washington, também já é permitido o consumo recreativo de erva aos maiores de 21 anos. Apesar da onda da legalização de canábis estar a varrer os Estados Unidos (espera-se que, em 2016, chegue a mais cinco), a venda e o consumo mantêm-se como crimes segundo a lei federal.

Leia mais na edição deste fim de semana.