Anterior
Espanha terá medidas de austeridade semelhantes às portuguesas
Seguinte
Rendimento Social de Inserção. O fim do convite à preguiça?
Página Inicial   >  Opinião e Blogues  >  O Expresso na SIC Notícias  >  Economia portuguesa foi das que mais destruiu emprego

Economia portuguesa foi das que mais destruiu emprego

Comentários de Sónia Lourenço, jornalista Exame/Expresso, no Jornal de Economia da SIC. Em análise a destruição de emprego em Portugal, a queda das receitas na hotelaria portuguesa e as críticas do Prémio Nobel Joseph Stiglitz à austeridade na Europa.

Opinião


Multimédia

Edwin. O rapaz que aprendeu a sonhar

O que Edwin sabia sobre a vida era sobreviver. Na cabeça dele não cabiam sonhos e os dias eram passados à procura de comida para ele e para a mãe e para o irmão. A fome espreitava nos cantos da barraca de palha no Quénia e ele escondia-se dela como podia - chupar as pedras era uma forma de a enganar. Mas a sorte dele mudou porque alguém viu nele outra coisa. E tudo começou numa dança. Agora, os mesmos dedos que agarravam as pedras tocam hoje teclas de um piano Bechstein. E os pés dele já não estão nus mas calçados. Com chuteiras. Primeiro no Benfica, agora no Estoril, o miúdo de 15 anos que fala como gente grande descobriu que tinha um sonho: ser futebolista. Como Drogba.

Todas as ilhas têm a sua nuvem

Raul Brandão chamou-lhe 'A Ilha Branca'. Como viajante digo que tem um verde diferente das outras oito que com ela formam o arquipélago dos Açores. É tenra, mansa, repousante e simultaneamente desafiante. Esconde segredos como a lenda da Maria Encantada e um vulcão florestado a meio do século passado que nos transporta para uma dimensão sulfurosa e mágica. Obrigatória para projetos de férias de natureza.

Em três quartos de hora não se esquece só a idade. "Esquece-se o mundo"

Maria do Céu dá três voltas ao lar sempre que pode. Edviges vai a todos os velórios, faz hidroginástica e sopas de letras. António dá um apoio na Igreja e nos escuteiros. Tudo é uma ajuda para passar os dias quando se tornam todos iguais. No Pinhal Interior Sul, a região mais envelhecida da União Europeia, quase um terço da população tem mais de 65 anos. Os mais velhos ficaram, os mais novos partiram.

Profissão: Sniper

O Expresso foi ver como são selecionados, que armas usam, para que missões estão preparados os snipers da Força de Operações Especiais do Exército. São uma elite dentro da elite. Um pelotão restrito. Anónimo. Treinam diariamente com um único objetivo: eliminar um alvo à primeira, mesmo que esteja a centenas de metros. Humano ou material. Sem dramas morais, dizem.

Xarém com conquilhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione com esta nova receita.

O que se passa dentro da cabeça dele

O que leva um tipo a quem iam amputando uma perna a regressar ao sítio onde os ossos se desfizeram, uma e outra vez, e testar os limites do seu corpo? Resposta: a busca pelo salto perfeito, que ele diz existir dentro dele e que ele encontrará mais dia menos dia. É a fé e a confiança que o movem e o levam a pular para lá do que é exigido a um campeão olímpico e mundial que não tem mais nada a provar a ninguém - a não ser a ele próprio. Este é um trabalho que publicámos em agosto de 2014, quando o saltador se preparava para os Europeus e falava das metas que tinha traçado para 2015 e 2016: mostrar que não estava acabado. Sete meses depois, provou-o no Europeu de pista coberta em Praga, onde venceu este fim de semana.

Amadeu, que aprendeu o mundo no campo e tinha o coração na ponta dos dedos

Em Portugal, a dedicação à língua mirandesa tem nome próprio: Amadeu Ferreira, o jurista da CMVM que - quando todos diziam que "era uma loucura impossível" - arranjou tempo para traduzir "Os Lusíadas", a "Mensagem", os quatro Evangelhos da Bíblia e ainda duas aventuras do Asterix para uma língua que pertence a um cantinho do nordeste português e é falada por menos de 15 mil pessoas. No final de 2014 deu ao Expresso aquela que viria a ser a sua última entrevista. Morreu no passado domingo e esta quinta-feira foi lançada a sua biografia, "O fio das lembranças", com quase 800 páginas.

Temos 16 imagens que não explicam o mundo, mas que ajudam a compreendê-lo

O júri do World Press Photo queria dar o prémio maior da edição deste ano (e talvez das edição todas) a uma fotografia com "potencial para se tornar icónica". A primeira imagem desta fotogaleria, por ser "esteticamente poderosa" e "revelar humanidade", é o que o júri procurava. A fotografia de um casal homossexual russo, a grande vencedora, é a primeira de 16 imagens de uma seleção onde há Messi desolado, migrantes em condições indignas no Mediterrâneo, a aflição do ébola, mistérios afins e etc - são os contrastes do mundo.

Vamos falar de sexo. Seis portugueses revelam tudo o que lhes dá prazer na cama

Neste primeiro episódio de uma série que vai durar sete semanas, seis entrevistados falam abertamente sobre aquilo que lhes dá mais satisfação na intimidade. Sexo em grupo, sexo na gravidez, prazer sem orgasmo e melhor sexo após a menopausa são alguns dos temas referidos nos testemunhos desta semana. O psiquiatra Francisco Allen Gomes explica ainda a razão de muitas mulheres fingirem o orgasmo. O Expresso e a SIC falaram com 33 portugueses que deram a cara e o testemunho de como são na cama. Ao longo das próximas sete semanas, contamos-lhe tudo.

Elvis. Gostamos ou não gostamos?

Ele não é consensual, mas é incontornável. Dispunha de penteado majestoso e patilha marota, aparentava olhar matador e pose atrevida. E deixou canções: umas fáceis e outras nem tanto, por vezes previsíveis e às vezes inesperadas, ora gentis ora aceleradas. E ele, Elvis, nasceu em janeiro de 1934 - há precisamente 40 anos, ao oitavo dia. Temos quatro textos sobre o artista: Nicolau Santos, Rui Gustavo, Nicolau Pais e João Cândido da Silva explicam o que apreciam, o que toleram e o que não suportam.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Desfile de vedetas

Saiba tudo sobre os modelos concorrentes ao Carro do Ano 2015/Troféu Essilor Volante de Cristal. Conheça o essencial sobre os 20 automóveis participantes nesta iniciativa, da estética, às características técnicas, do preço ao consumo. A apresentação ficará completa no dia 3 de janeiro.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Desacelerámos a realidade para observar a euforia da liberdade

Ela, Jacarandá, é algarvia. Ele, Katmandu, é espanhol. São linces e agora experimentam a responsabilidade da liberdade: foram soltos esta terça-feira numa herdade alentejana, próxima de Mértola, eles que saíram de centros de reprodução em cativeiro. Foi inédito: nunca tinha acontecido algo assim em Portugal. Estivemos lá e ensaiámos o slow motion.


Comentários 26 Comentar
ordenar por:
mais votados
economia-portuguesa-foi-das-que-mais-destruiu-empr
Mais palavras para quê. Este é o estado a que este governo levou o País. Como é possível manter um governo em que o primeiro ministro mente . Um ano depois muitos começam a desejar é a demissão do Primeiro Ministro, porque já se chegou à conclusão que este governo é o mais incompetente que já existiu depois de 74. Está a levar o País ao fundo e o povo à miséria. O que destruiu num ano não tem paralelo na história recente. Serviu-se da mentira para chegar ao poder e sendo uma esperança acabou por ser uma desilusão. Mais um ano de sobrevivência seria o desastre total da Nação.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/passos-portugal-no-bom-caminho.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/emigracao-enganos-e-desenganos.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/02/ciclo-de-conferencias-sobre-emigracao.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/o-emigrante-portugues-1965-2012.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/relvas-politica-maconaria-e-ensino.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/licenciatura-de-relvas.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/07/relvas-agradece-socrates-novas.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/03/blog-post_22.html

"Pointless Pain in Spain" de Krugman no NYT
"Pointless Pain in Spain"

com a curva de Phillips e tudo

krugman.blogs.nytimes.com/2012/07/11/pointless-pain-in-spain/

Hoje é PPC q está no poder e tem q ser criticado
Sócrates é o grande responsável por ter conduzido o país à bancarrota, e Passos Coelho pode vir a ser o grande responsável de, no afã de querer prosseguir um programa próprio de "revolução", deixar o país pior do que o que estava. Não coloco as duas responsabilidades com o mesmo peso nos pratos da balança porque acho que Sócrates tem a principal responsabilidade em tudo o que aconteceu e condiciona tudo o que está a acontecer. Mas hoje é Passos Coelho que está no poder, logo é a sua política que tem sentido criticar. Viver permanentemente na parada e resposta da culpa, muito típica do debate parlamentar, não leva a parte nenhuma, mas quem manda hoje é Passos Coelho, Vítor Gaspar e Miguel Relvas, não necessariamente por esta ordem. E sobre eles a troika e sobre a troika o Governo alemão.

Não é só Stiglitz, Nouriel Roubini
...já há muito tempo q vem dizendo que a UE por este caminho não irá durar mais de q um ano e o mais provável é q se fragmente com diversos países a sairem fora do euro. Aliás o q estavam à espera com uma comunidade de países q adoptaram a mesma moeda, mas q têm níveis de produtividade diferentes, estruturas industriais diversas, sistemas fiscais não harmonizados, politicas de rendimentos e preços diversas, enquadramentos e politicas orçamentais diferentes ?! Tudo isto sem mecanismos de "partilha de risco" sem hipóteses de mutualização e gestão comum da dívida soberena europeia, sem a solidariedade económica e financeira existentes entre estados federados como os EUA ou até o Brasil ? A UE quis uma politica monetária comum mas permaneceu um "melting pot" em tudo o resto, um caldeirão de fusão onde "cabem" culturas diferentes, economias diferentes, sistemas de justiça diferentes. Tudo isto sem a mínima "firewall" q mitigue ou amenize qualquer crise !!
O fim da UE nestas condições, está traçado e só poderia ser este, infelizmente...a eurozona construida assim não passou de um projecto ideológico com pés de barro...
Re: Não é só Stiglitz, Nouriel Roubini
SL
Pois este descalabro na economia do país tem um nome e culpados que não se assumem.
Pulhitica à Portuguesa.
Ainda sobre o enorme peso da dívida soberana
O programa da troika tal como está é impossível de cumprir. Há muito tempo q isso é uma evidência, não é de agora...O PS de Sócrates e o PSD de PPC deveriam ter tido a coragem de ter tentado negociar um acordo mais favorável à realidade da frágil economia portuguesa. Ter assinado um acordo naquelas condições só reflete ignorância e desconhecimento da realidade do país em que vivem.
Dois anos para fazer uma dura consolidação orçamental e trazer o DO para os 3% em 2013 é uma impossibilidade matemática. O prazo deveria ter sido negociado para um horizonte mínimo de três ou mesmo quatro anos.
È também uma clara possibilidade matemática servir uma dívida pública colossal (capital+juros) a longo prazo. Basta fazer contas. Só o stock da dívida do resgate de 78 mil milhões - fora a dívida anterior! - significa q Portugal terá q pagar dentro de 5 anos (com uma taxa de juro nominal de 3%) qualquer coisa como 90,5 mil milhões de euros (K+J) ou seja só os juros (só deste resgate) irão pesar 2,5 mil milhões de euros por ano !! Bem sei q existe periodo de carencia e a maturidade é mais alargada, mas isto é só um simples exercicio. Com uma economia a contrair pelo menos 3% este ano e a estadnar pelo menos até 2015, é matemáticamente impossível honrar este compromisso nestas condições, mesmo q se consiga controlar os deficites primários. Conclusão:
Não resta outro caminho - NÃO ENGANEM MAIS OS PORTUGUESES - se não o reescalonamento da dívida com um eventual perdão parcial (como sucedeu
continuação
na Argentina e no Brasil - e com a revisão das condições financeiras relativas ao resgate da troika, nomedamente maturidades e mesmo taxas de juro.
Não existe outro caminho e os responsáveis sabem isso muito bem e continuam a governar como se as coisas fossem imutáveis e não existissem impossibilidades matemáticas.
Portugal tem neste contexto o destino dramaticamente traçado:
O desemprego agravar-se-á ainda mais - até aos 20% - a economia contrairá mais do q o estimado,- os 3% da OCDE é uma estimativa optimista - o deficite em 2012 será de pelo menos 6% (a curva de Laffer deve ser uma história da carochina para Vitor Gaspar q devia saber q o encaixe de receita fiscal projectado seria uma ficção) e a mais do que provável estocada final será a saída do euro de "mãos dadas com a Grécia" com a desvalorização automática do "novo escudo" em 50%, depreciação de todos os ativos denominados em escudos, crescimento em exponencial de todos os passivos denominados em euros- nomedamente dívida soberana detida por credotes externos- aumento em espiral da inflacção significando uma desvalorização ainda maior dos salários em termos reais. Depois, para os optimistas q vêem sempre o copo meio cheio dar-se-à a inversão e o "milagre económico português" com os ganhos de produtividade alicercados na arma monetária de fixação de juro e de câmbio, com o euro a valer uns 500 novos escudos! Lá para 2080 quando estivermos todos mortos, teremos um novo país...
O mesmo p/ Espanha segundo Paul Krugman
«It’s no fun being Prime Minister of a debtor nation without its own currency. Unlike the US or the UK, Spain has no easy options.
That said, the new austerity measures just announced make no sense at all.
According to news reports, Rajoy has announced 65 billion euros of tax increases and spending cuts; this will clearly deepen Spain’s depression. So what purpose will this serve?
Think of Spain as facing a three-level problem. The topmost level is the problem of the banks; set that aside for now. Below that is the problem of sovereign debt. What makes the debt problem so serious, however, is the underlying problem of competitiveness: Spain needs to increase exports to make up for the jobs lost when its housing bubble burst. And it faces years of a highly depressed economy until costs have fallen enough relative to the rest of Europe to achieve the needed gain in competitiveness.
So, what do the new austerity measures contribute to the solution of these problems?
Well, Spain’s deficit will be smaller. Not 63 billion euros smaller, since the further depression of Spain’s economy will reduce revenues; say it’s 40 or 45 billion euros less debt, which is around 4 percent of Spanish GDP. Does anyone think this will make a big difference to the long-run fiscal outlook, or restore investor confidence?
What about competitiveness? Let’s be frank and brutal: the European strategy is basically for debtor nations to achieve relative deflation via high unemployment.»
A SÉRIO?
O EXPRESSO COM ESTAS NOTICIAS VAI LEVAR UM PARECER DA ERC. MAS JÁ SE SABE O RESULTADO 3 A 2.
O RELVAS ESTA ALERTA.
FALO DE OUTRA COISA PORQUE NÃO ENCONTREI TÓPICO
Os juros negativos da Alemanha.
O assunto é muito grave e tem passado ao lado.Quer dizer que não pagando juros aos investidores,fazem depois empréstimos aos seu parceiros europeus a 3%?? JÁ REPARARAM??
AFINAL,NÃO É SÓ A EUROPA DO SUL QUE TEM DE MUDAR DE HÁBITOS...OS SRS ALEMÃES JÁ VIVEM,TAL COMO OS SUIÇOS DA ESPECULAÇÃO...É O PAGAMENTO PELO FRETE FEITO AOS "INVESTIDORES"...PARA EXPLORAR O SUL DA EUROPA???
Re: FALO DE OUTRA COISA PORQUE NÃO ENCONTREI TÓPIC
OH MEU DEUS!!!!!!!!!
Parem de penalizar os portugueses!!!!!

Os portugueses não aguentam mais!!!!!!!!!

Basta de subcarregar o povo português com mais impostos!!!!!!!

Olhem o que o estado está a fazer às "piquenas" e médias empresas!!!!

Isto é insustentável!!!!!!!!

Que horrrrrroooooor!!!!!

Lembram-se?
Foi há pouco mais de um ano.
Espero que estejam felizes agora!!!
"Subcarregar"!!!! A Sério!!!!!!!!
O que seria de mim!!
Assim não vai ter equivalência a literatura.
Re: OH MEU DEUS!!!!!!!!!
A Mal Comportada Islândia
A Mal Comportada Islândia >>>> boom-or-doom.blogs.sapo.pt/10560.html
o povo gosta!
veja-se as ultimas sondagens...em quem vota o português comum??
nos mesmos de sempre... PSD e PS...os responsáveis pelo estado a que isto chegou ..ao fim de mais de 30 anos de democracia..
é a vergonha de povo que temos...amestrados, domados...obedientes...e muitos estúpidos!!!
Bem bonitinha ...
... de olhinho puxado, deve ser descendente de coreanos ...
A Nossa Grande Depressão
A Nossa Grande Depressão >>> boom-or-doom.blogs.sapo.pt/9208.html
Comentários 26 Comentar

Últimas

Receba a nova Newsletter
Ver Exemplo

Pub