Anterior
PSD tem pouca margem de manobra para não aprovar as medidas anti-crise ...
Seguinte
Medidas não evitam que condições de financiamentos se agravem
Página Inicial   >  Opinião e Blogues  >  O Expresso na SIC Notícias  >   E se os cortes chegam às reformas e aos salários do privado?

E se os cortes chegam às reformas e aos salários do privado?

Os comentários de Rosália Amorim, jornalista do Expresso, no jornal de Economia da SIC, sobre o plano de austeridade e o seu impacte na carteira dos portugueses.
|

Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 45 Comentar
ordenar por:
mais votados
Se os cortes chegam às reformas e ao privado
Nem mais!!!

                                                A SOCIEDADE É ASSIM:
                                                    O POBRE TRABALHA
                                                    O RICO EXPLORA-O
                                            O SOLDADO DEFENDE OS DOIS
                                      O CONTRIBUINTE PAGA PELOS TRÊS
                                  O VAGABUNDO DESCANSA PELOS QUATRO
                                            O BÊBADO BEBE PELOS CINCO
                                        O BANQUEIRO "ESFOLA" OS SEIS
                                            O ADVOGADO ENGANA OS SETE
                                                O MÉDICO MATA OS OITO
                                            O COVEIRO ENTERRA OS NOVE
                                              O POLÍTICO VIVE DOS DEZ

   
Re: Se os cortes chegam às reformas e ao privado
O SERINGADOR
Re: O SERINGADOR
A brincadeira tem hora
Re: A brincadeira tem hora
Re: A brincadeira tem hora
Re: A brincadeira tem hora
Re: Se os cortes chegam às reformas e ao privado
Re: Do que fala não é novo....
Re: Se os cortes chegam às reformas e ao privado
Re: Se os cortes chegam às reformas e ao privado
Os cortes nas pensões
Portugal tem dois graves problemas em relação às pensões:
O primeiro é demográfico e comum a todos os países desenvolvidos. É preciso atrasar a idade da reforma para compensar o aumento da esperança de vida e perda relativa de contribuintes. Disso não escaparemos a médio prazo.
O segundo é os portugueses pensarem que a segurança social é um mealheiro onde todos têm direito a reaver pelo menos aquilo que lá puseram inclusive os que têm grandes salários. O objectivo de todos é a chamada "reforma por inteiro" para manterem o rendimento uma vez reformados, ganhem 500, 5.000 ou 50.000. Esta expetativa não tem nada de social e se não fazemos nada a contrariar, dará origem a cortes brutais repentinos nas pensões mais altas que não são tão poucas nem tão pequenas como isso. O que há a fazer urgentemente neste ponto é fixar um valor máximo para as pensões da segurança social e ir baixando gradualmente esse valor até qualquer coisa que seja digno mas não opulento tal como já acontece em Espanha onde a pensão maxima é de 2.300 Euros aproximadamente. Acho que Sócrates acaba de perder uma excelente oportunidade para dar o primeiro sinal neste capítulo, limitando-se timidamente a afirmar que não vai permitir acumular salários públicos com pensões. Quão longe estamos de um mínimo de moralidade e da cariz social para as pensões.
Re: Os cortes nas pensões
Re: Os cortes nas pensões
Re: Os cortes nas pensões
A realidade na fria contabilidade
Pensando bem, esta crise está mudando os conceitos da longevidade e da proteção social. Ora, durante os anos de atividade laboral, o trabalhador contribui de várias formas, inclusive pagando impostos. O que ganha ou ganhou, a bem da verdade, impulsionou a roda do progresso. O único erro que vejo nisso tudo, é que confiamos na lisura governamental, quando deveriamos manter vigilância. Na base do conceito do bem-estar está embutida a noção capitalista do lucro, da concorrência e do ressarcimento. A cadeia produtiva deve gerar lucros, cegar a concorrência e, se em prejuízo, voltar para pegar o ressarcimento. O trabalhador é mero objeto, que pode ser reposto, abandonado à sorte e privado, através de reduções, que funcionam como confisco, da própria sobrevivência, se necessário. Não é o culpado, mas está no lugar de um. Sua culpa, se é que tem, é ter sido apenas um mero empresário de seu esforço motriz ou intelectual, sem maiores percepções de quão arcaico é o seu modo de viver, de ser o eterno penitente das diabruras do novo capitalismo. No futuro, cada vez mais, haverá menos empregos e as oportunidades serão pálidas. Caminhamos acelerados para a exaustão desta forma de obter lucro e, então, ainda assim as coisas não serão boas. A exploração do homem pelo homem, este chavão marxista, é atual e futurista. Para conter a turba do futuro, ou modernizamos nosso modo de ser, ou novos regimes de ferro prosperarão, com implante de "chips" para controle da vontade...
Não toquem...
...nas reformas chorudas dos boys, pois irá dar chatices
Os partidos podem em princípio andar às turras, mas o fim a que se propõe é simplesmente o mesmo.
MAMOCRACIA TOTAL ISENTA DE IMPOSTOS.
Re: Não toquem...
Re: Não toquem...
Os cortes nos salários dos privados
Os privados têm cortes nos salários de duas maneiras:
- Corta-se 100% no salário dos despedidos para que os outros mantenham o salário, o que diga-se de passagem é bem mais injusto do que a medida anunciada para a função pública. Esta medida já está tomada.
- Flexibiliza-se e torna-se mais barato o despedimento para que as empresas possam despedir mais pessoas com menos dinheiro. Esta medida virá a seguir. Basta estar atento ao que foi dito ontem em Bruxelas por Trichet, Junker e Barroso e ao trabalho de casa que Zapatero tem estado a fazer desde Maio, para sabermos que pecamos por atraso mas que não vamos escapar.
Re: Os cortes nos salários dos privados
Re: Os cortes nos salários dos privados
Errata
Oh !!! Rosália Amorim !!!

Não queira passar a ideia de que o Sócrates faz "coisas" de mote próprio... Ele é uma marionete de Bruxelas... Com alguns gestos comandados pelo capital interncional... Portanto, o governo só segue o roteiro que é ditado de fora para dentro, com um maior ou menor retardo...

Portugal já não tem soberania... Já não se "cumanda". País falido não tem mais o que defender ... É só obedecer, o que nos resta... Nem com submarinos, fragatas, tanques, helicópteros, etc... Vamos lá das pernas...

E por que digo isso? É só ver ver o perfil econômico de Portugal...

Exports:
$43.71 billion (2009 est.)
$56.42 billion (2008 est.)

Imports:
$67.64 billion (2009 est.)
$87.76 billion (2008 est.)

Current account balance:
-$23.38 billion (2009 est.)
-$29.3 billion (2008 est.)

Reserves of foreign exchange and gold:
$16.03 billion (31 December 2009 est.)
$11.95 billion (31 December 2008 est.)

Debt - external:
$507 billion (30 June 2009)
$484.7 billion (31 December 2008)

Public debt:
76.9% of GDP (2009 est.)
66.3% of GDP (2008 est.)

Num quadro desses não há doutor que de jeito... Nem o Cavaco com toda sua proficiência em economia... O que resta a Portugal é só obedecer aos credores...
E apertar o cinto...

Ah!! E vá comendo umas passas ... Sempre enche a barriguinha.
Frases ´da história
Salazar
Livro-vos da guerra, mas não vos livro da fome.
ACTUAL
Se OE não for aprovado não tenho condições para governar e demito-me com o governo?
Demitir-me tal nunca me passou pela ideia?
É com um aperto no coração que vos apresento estas medidas, para continuarem a passar fome.
CCT (Camilo Castelo Tinto).
Os pensionistas.....
Ao contrario da opinião da jornalistas grande parte dos pensionistas não tem uma vida tão "cor de rosa"como refere, muitos tem problemas de saúde, outros estão a ajudar os filhos e netos vitimas da atual situação.
Os reformados trabalharam uma vida inteira, muitos 40 anos, e não meia duzia de anos como alguns dos nossos politicos, merecem a reforma que tem, fizeram os seus descontos pagaram os seus impostos, no fim das suas vidas obrigá-los a viver mal, para pagar os erros de governos irresponsáveis, é injusto e imoral.
Os jovens devem fazer exigencias ao governo, e não "castigar" os mais velhos....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
Re: Os pensionistas.....
e votos?
Aí, se calhar as pessoas já não achavam necessário como acharam em relação aos FP's.
Num rácio de 1/15, o corte de salário e pensões a todos proporcionava um valor mais de 15 vezes superior ao que é proporcionado com o actual corte de salários aos FP's. Se calhar seria o mais justo pois os submarinos, as pontes e os comboios, assim como o desperdício e os políticos não são exclusivo dos FP's por isso seria mais justo todos pagarem no entanto nem quero pensar nos custos políticos de uma medida dessas...
Re: e votos?
Re: e votos?
É cá impressão minha.
É cá impressão minha mas eu acho que o roubo nos salários do FP são para pagar o gamanço da quadrilha do Cavaco no BPN.
PORTA ABERTA
Mas, alguêm tem dúvidas que esta decisão abre a porta ás empresas privadas para diminuir os salários dos trabalhadores?
Os unicos salários que não vão descer são os dos familiares directos dos gestores que são ficticiamente trabalhadores das empresas.
Às reformas sim!...
De facto, não se percebe porque é que não se cortou também nas grandes reformas!... Para mais que precisam de menos dinheiro para viver do que os trabalhadores no activo!... Alguém sabe explicar?
Já quanto aos salários do privado, ninguém tem que interferir nisso, porque faz parte da autonomia da vontade e da liberdade contratual das partes: trabalhador e patrão. Se ambos estivérem de acordo, tudo bem!...
PEC2? Execução Orçamental OGE2010?
O que importa saber, antes de discutir as medidas de corte de despesa pública corrente e aumento de impostos, é o que sucedeu ao programa aprovado no PEC2 e qual a evolução em termos de execução orçamental de 2010 no lado da despesa. O que falhou neste processo? Qual a responsabilidade do actual governo que ainda há 10 dias pela voz do PM Sócrates garantia que a economia já estaria em crescimento consolidado e a crise já estava para trás. Porque não foram tomadas medidas, face aos dados disponíveis já no inicio de 2010, em termos de controlo efectivo da despesa pública primária? O IVA poderia eventualmente ter subido 1 pp no inicio de 2010 e agora as medidas a tomar seriam bem menos dolorosas.
Qual o alcançe de uma medida como a anunciada transferência do FP da PT para o Estado no montante de 2600 milhões de euros? Não se tratará de uma medida de contabilidade pública criativa destinada a esconder o défice e que terá custos acrescidos no futuro para os contribuintes portugueses? Deduzidos os 1000 milhões de euros destinados aos mal fadados submarinos ainda sobram 1600 milhões de euros para esconder temporariamente o defice orçamental de 2010. Isto quer dizer que existiu um total descontrolo em termos de execução orçamental acordada no PEC2 do lado da despesa pública corrente. O governo não pode fugir às responsabilidades atirando-as para quem não tem governado nos últimos 8 anos...
Há reformas e Reformas...
reformas de €250, que mal chegam para a medicação/ alimentação.
Reformas tal como apresentadas em:
http://www.parlamentoglob... ONARIAS.htm

Há quem necessite de €4000 mês ou mais para "sobreviver", coitadinhos. A austeridade também é algo muito relativo.
Comentários 45 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub