Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Orçamento do Estado 2011

Teixeira dos Santos entregou Orçamento no Parlamento às 23h25

  • 333

A proposta do Governo do OE 2011 será discutida 28 e 29 de outubro

Alberto Frias

O ministro das Finanças já entregou a proposta de Orçamento do Estado para 2011 ao presidente da Assembleia da República, Jaime Gama. (Veja vídeo SIC no final do texto)Clique para visitar o dossiê Orçamento do Estado 2011

O ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, entregou hoje a proposta de Orçamento do Estado para 2011 ao presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, cerca das 23:25 numa 'pen'.  

Clique para aceder ao índice do dossiê Orçamento do Estado 2011   Teixeira dos Santos chegou ao Parlamento acompanhado pela equipa de secretários de Estado do ministério das Finanças às 23h25, depois da hora marcada e pouco mais de meia hora antes de terminar o prazo limite para a entrega do documento.   

"Rodeado por câmaras e debaixo dos 'flashs' dos fotógrafos, Teixeira dos Santos, que estava também acompanhado pelo ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, entregou a "pen" a Jaime Gama na sala onde o presidente da Assembleia da República habitualmente recebe as visitas.    Depois, o presidente da Assembleia da República, o ministro das Finanças, o ministro dos Assuntos Parlamentares, Jorge Lacão, e a equipa de secretários de Estado estiveram reunidos pouco mais de dez minutos à porta fechada.  

Entrega atrasada

A entrega da proposta de Orçamento de Estado para 2011 esteve inicialmente marcada para as 19:30, mas cerca de meia hora antes dessa hora os jornalistas foram avisados que Teixeira dos Santos só estaria no Parlamento às 22:30.   Contudo, só 55 minutos depois dessa hora a "pen" com a proposta de Orçamento do Estado para 2011 chegou às mãos de Jaime Gama.    Ao início da noite já tinha, entretanto, sido divulgado que a conferência de imprensa de apresentação da proposta de lei para o Orçamento do Estado de 2011 irá realizar-se no sábado às 10:00.    A proposta do Governo será discutida na generalidade a 28 e 29 de outubro.