Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

O resgate de Portugal

Ajuda externa: consultas políticas arrancam a 18 de abril

  • 333

Os especialistas da Comissão Europeia, Banco Central Europeu e FMI chegam terça-feira a Lisboa. A primeira missão é fazer uma avaliação técnica da economia portuguesa. As negociações começam na semana seguinte. Clique para visitar o dossiê O resgate de Portugal

As negociações políticas sobre o programa de resgate a Portugal arrancam a 18 de abril, anunciou hoje o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Clique para aceder ao índice do dossiê O resgate de Portugal

"Depois de um pedido das autoridades portuguesas, os peritos do FMI vão juntar-se às equipas da Comissão Europeia e ao Banco Central Europeu para uma avaliação técnica da situação atual da economia portuguesa esta terça-feira, 12 de abril", disse em comunicado Caroline Atkinson, diretora de Relações Exteriores do FMI.

Esta avaliação técnica "servirá de base para as conversações políticas que começarão na segunda-feira seguinte, 18 de abril", acrescentou.

Segundo o porta-voz da Comissão, Cezary Lewanowicz, a missão dos peritos de Bruxelas, do Banco Central Europeu (BCE) e do FMI destina-se a preparar as negociações ao nível político entre a União Europeia, banco central e o fundo os partidos políticos portugueses.

Os especialistas da 'troika' vão reunir-se com responsáveis do Ministério das Finanças para debater os "detalhes técnicos" do plano de resgate, que o comissário europeu dos Assuntos Económicos, Olli Rehn, estimou, na sexta-feira, em cerca de 80 mil milhões de euros.