Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Proibido de entrar na escola francesa com a camisola de Portugal

Directora da escola disse à mãe de Mathis Araújo, 5 anos, que tentava evitar conflitos. Assunto já chegou ao Ministério da Educação francês. Leia ainda a "Carta a Mathis" escrita pelo embaixador português Francisco Seixas da Costa no seu blogue.

Daniel Ribeiro, correspondente em Paris (www.expresso.pt)

Mathis ia orgulhoso a caminho da escola, na manhã de quarta-feira passada, com a camisola da selecção de Portugal, que tinha custado cinco euros aos pais. Porém, à chegada à porta do jardim-escola Petits-Champs-Ronds, em Massy, na região parisiense, foi impedido de entrar vestido dessa maneira.

A mãe, Magda, que o acompanhava, pediu então explicações à directora. Esta disse-lhe que tentava evitar conflitos entre alunos e entre pais de alunos que não teriam meios para comprar camisolas idênticas aos filhos.

Magda, que é francesa, e o marido, Sérgio, franco-português filho de emigrantes de Braga, apresentaram então queixa contra a directora, que está agora a ser alvo de um inquérito da parte da hierarquia. E falaram à imprensa francesa, que deu algum relevo ao caso.  

Directora favorável a regresso dos bibes

"Quando eu lhe disse que, então, deveriam ser proibidas todas as camisolas com marcas e desenhos visíveis, ela respondeu-me que era favorável ao regresso ao passado, quando todas as crianças tinham de vestir-se com um bibe cinzento", explica Magda, de 30 anos.  

"Já decidimos retirar o nosso filho dessa escola, felizmente que o ano escolar está a chegar ao fim", exclama Sérgio, de 29 anos.

Segundo Mathis, mais duas crianças da sua classe foram durante a semana forçadas a vestir uma T-shirt branca por cima das camisolas de Portugal. "Um envergava uma camisola do Cristiano Ronaldo", diz.

A família luso-francesa vai ser recebida na próxima terça-feira por uma inspectora do Ministério da Educação francês. E só depois do inquérito em curso se saberá se a decisão da directora foi apenas tomada pelas razões que invocou ou se há algo mais. Designadamente discriminação em relação aos portugueses ou mau perder por a França ter sido eliminada do Mundial de futebol e Portugal ainda continuar em prova.