Siga-nos

Perfil

Expresso

Mundial - 2010

Mundial: Assaltantes de jornalistas condenados a 15 anos

Julgamento demorou quatro horas e nenhuma da vítimas foi ouvida. Um terceiro suspeito, acusado de receptação, apanhou quatro anos. Clique para aceder ao dossiê Mundial-2010

Rui Gustavo, na África do Sul (www.expresso.pt)

Os três homens detidos pela policia sul-africana foram ontem julgados em processo sumário. B. Maduzuzu e G. Magubane, do Zimbabué foram condenados a 15 anos de prisão pelo assalto. O juiz aplicou ainda quatro anos de prisão ao nigeriano O. Ndubuisi, pela receptação do material roubado.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ Mundial-2010

O julgamento terminou ontem às 23horas e demorou apenas quatro horas. As vitimas, dois jornalistas portugueses, um dos quais o enviado do Expresso à África do Sul, e um espanhol não foram ouvidos. António Simões, fotógrafo da Global Noticias e o único a ver os assaltantes também não foi chamado para qualquer tipo de reconhecimento. "Os suspeitos declararam-se culpados, confessaram tudo e por isso o julgamento foi excepcionalmente rápido", diz o capitão Heyns, da polícia de Mogale City. "Não é uma situação normal".

Os dois suspeitos invadiram o quarto de três jornalistas instalados no Nut Bush Boma Lodge, em Magalisburgo e levaram material fotográfico, informático, roupa e dinheiro. Só uma pequena parte foi recuperada e a arma do crime, uma pistola, não foi recuperada.