Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Jogos Olímpicos 2012

Com Bolt é tão fácil como saltar à corda

  • 333

Jamaicano apura-se com facilidade para a final dos 200 metros de amanhã. Com um novo visual, de cabelo aparado pelo companheiro Maurice Smith, e a poder voltar a treinar com a corda que lhe foi confiscada ontem.

Bruno Roseiro, enviado a Londres

Usain Bolt é a mola que prende todos os adeptos ao atletismo. Basta ver a bancada de imprensa: em dias sem o jamaicano, as provas da tarde já começaram e há lugares com fartura; quando o 'Relâmpago' corre, os mais precavidos chegam mais cedo e começam a encher logo o espaço. Tudo para verem uma corrida que demora 20.18 segundos (ou menos), o tempo que o homem mais rápido do mundo gastou para se apurar nos 200 metros.

Clique para aceder ao índice do Dossiê Jogos Olímpicos 2012

Mas esta simpática figura das Caraíbas também sabe manifestar a sua indignação. Como aconteceu ontem, quando lhe retiraram a corda que levava para fazer o aquecimento antes das eliminatórias. "Dizem que são as regras... Ah meu Deus, mas porquê tantas regras?", comentou. Agora já tem de novo o seu objeto para fazer o aquecimento, mas não havia necessidade. Até porque, com Bolt, só há uma regra: ele corre, ele ganha.

E agora com um novo penteado, mais curto: o próprio corredor admitiu que Maurice Smith, companheiro de equipa, cortou-lhe o cabelo antes da entrada da medalha de ouro dos 100 metros, apesar de não se notar assim tanto a diferença. Quem sabe amanhã (20h55), quando se realizar a final dos 200 metros com uma concorrência de peso que tem à cabeça o compatriota Blake e o americano Spearmon.

Na hora de rever as regras?

Yohan Blake será o principal adversário na final mas corre agora a notícia que o jamaicano pode mesmo ser... desqualificado. Nos 100 e nos 200 metros. E tudo por causa de um relógio que usa enquanto corre.

A organização está a averiguar se o relógio amarelo que Blake usa no pulso direito pode ser considerado publicidade, algo proibido à luz da regra número 40 do Comité Olímpico. O velocista até pode alegar apenas que está mais preocupado em bater Bolt mas a verdade é que antes disso pode ter dissabores. E entretanto, não estará na hora de rever essa regra?