Siga-nos

Perfil

Expresso

Vulcão pára aviões

TAP retoma todos os voos para a Europa

TAP já labora normalmente em todo o espaço aéreo da Europa depois de levantadas as restrições aos aeroportos alemães. Prejuízos estimados com a longa paragem são de €2 milhões. Clique para visitar o dossiê Vulcão Pára Aviões

A TAP retomou já os voos para todos os seus destinos na Europa, depois de terem sido levantadas as últimas restrições, relativas aos aeroportos na Alemanha, disse hoje à Lusa o porta-voz da operadora aérea nacional.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ VULCÃO PÁRA AVIÕES

André Soares, do Departamento de Comunicação da TAP, detalhou que depois de terem sido retomadas as operações para o aeroporto de Londres, na terça feira à noite, foi agora a vez de terem sido levantadas todas as restrições aos aeroportos alemães, nomeadamente Hamburgo, Munique e Frankfurt.

É "o regresso ao que é a operação normal, vamos voar para todos os nossos destinos na Europa ainda hoje", frisou André Soares.

TAP cancelou 327 voos

A erupção de um vulcão a 14 de abril, no Sul da Islândia, provocou um caos sem precedentes em diversos aeroportos europeus, que estiveram encerrados durante vários dias, e perdas históricas para as companhias aéreas.

Desde quinta feira, a TAP viu-se obrigada a cancelar 327 voos, deixando em terra quase 70 mil passageiros.

Citando o presidente da TAP, André Soares adiantou que a companhia teve um prejuízo estimado de cerca de dois milhões de euros com estas restrições no espaço aéreo europeu.

O porta-voz da TAP aconselhou os passageiros com bilhetes válidos para voos de hoje a dirigirem-se ao aeroporto "com a antecedência normal".

Quanto aos passageiros que ainda não remarcaram as suas viagens, canceladas devido às restrições que vigoraram no espaço aéreo europeu desde quinta feira, devem contactar a TAP, precisou André Soares.

Congestionamentos pontuais

O porta voz da empresa apelou ainda para a "compreensão" e "cooperação" dos passageiros da TAP, lembrando que "a nuvem de cinzas ainda permanece no espaço aéreo europeu" pelo que há ainda algumas restrições que podem provocar "congestionamentos" e "alguns atrasos na realização de todas as operações de voo".

Questionado sobre quantos passageiros deverão retomar as suas viagens a partir de agora após o cancelamento dos voos, André Soares afirmou que "não é possível, neste momento, saber o número".

"A TAP reencaminhou, ao longo dos últimos dias, milhares de passageiros por via rodoviária, por opção destes, há outros que foram por vias alternativas, há passageiros que não pediram reembolso (do bilhete) e optaram por seguir por meios próprios, não é possível, neste momento, saber qual o número de passageiros que pretendem ainda realizar a sua viagem", detalhou.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.