Siga-nos

Perfil

Expresso

Vulcão pára aviões

Infografia: Maior perturbação no tráfego aéreo europeu desde 2001

Nuvens de cinza vulcânica proveniente da Islândia provocaram hoje a maior perturbação no tráfego aéreo europeu desde os atentados de 11 de setembro de 2001.   

Uma enorme nuvem de cinzas originada pela erupção de um vulcão na Islândia provocou hoje a maior perturbação no tráfego aéreo na Europa desde os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001.     Vários responsáveis adiantaram que pode levar dias até que os céus se tornem seguros numa das áreas mais congestionadas para a aviação.     No Reino Unido foram cancelados todos os voos, exceto os de emergência, com as autoridades a anunciarem a suspensão do tráfego aéreo até às 12:00 TMG de sexta feira.     Irlanda, Dinamarca, Noruega, Suécia, Finlândia e Bélgica também encerraram o seu espaço aéreo.     A França fechou 24 aeroportos, incluindo a principal plataforma de redistribuição (hub) do Aeroporto Charles de Gaulle, em Paris; os aeroportos alemães de Berlim e Hamburgo foram fechados durante a tarde de quinta feira.  

Vulcão no sul da Islândia

Um vulcão sob o glaciar islandês Eyjafjallajokull entrou em erupção na quarta feira pela segunda vez em menos de um mês.     A nuvem com as cinzas das emissões ameaça o tráfego aéreo à medida que se desloca para sul e leste, em direção ao Norte europeu, situado a mais de dois mil quilómetros.     A nuvem desloca-se a uma altura entre os seis mil e os 11 mil metros.   Uma porta-voz do Eurocontrol disse que hoje foram cancelados cerca de quatro mil voos na Europa e que amanhã este total pode subir para os seis mil.  

Funeral do Presidente polaco pode ser afectado

  Está por determinar em que medida esta nuvem pode afetar a chegada do presidente norte-americano e de dirigentes de outros países ao funeral do presidente polaco, Lech Kaczynski, que faleceu num acidente de avião.     As autoridades polacas proibiram os voos na parte Noroeste do país ao final de quinta feira, mas o funeral realizar-se-á em Cracóvia, no Sudeste polaco.     Meteorologistas do serviço de previsão AccuWeather, na Pensilvânia, nos Estados Unidos da América, disseram que a atual nuvem de fumo ameaçará o tráfego aéreo sobre a Europa até domingo, pelo menos.  

Problema pode durar semanas

  Einar Kjartansson, um geofísico do serviço meteorológico islandês, considerou que o problema pode persistir durante semanas, dependendo do vento.     As erupções vulcânicas explosivas injetam grandes quantidades de cinzas muito abrasivas - essencialmente fragmentos de rocha muito pequenos - na atmosfera, precisamente na altitude de cruzeiro de muitos aviões, o que lhes pode causar graves danos.     Ironicamente, o aeroporto islandês de Keflavik permaneceu aberto durante o dia de hoje, com os voos para a Europa suspensos, mas com os destinados aos EUA a realizarem-se normalmente.       *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.