Siga-nos

Perfil

Expresso

Vulcão pára aviões

Deslocação de nuvem permite reabertura de aeroportos espanhóis

A deslocação da nuvem de cinza do vulcão da Islândia permitiu à AENA, entidade que regula os aeroportos espanhóis, reabrir sete aeroportos que tinha preventivamente decidido encerrar. Clique para visitar o dossiê Vulcão Pára Aviões

A deslocação da nuvem de cinza do vulcão da Islândia permitiu à AENA, entidade que regula os aeroportos espanhóis, reabrir sete aeroportos que tinha preventivamente decidido encerrar. 

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ VULCÃO PÁRA AVIÕES

Em comunicado, a AENA confirma a reabertura dos aeroportos de Astúrias, Santander, Bilbau, San Sebastian, Vitoria, Pamplona e Logronho, encerrados às 20h00 e que, inicialmente, se pensava irem ficar fechados até às 10h00 de domingo. 

Ainda assim, porém, a AENA sublinha que a nuvem se deslocou para leste e que, como tal, pode afetar nas próximas horas aeroportos da Catalunha e das Ilhas Baleares. 

Fonte da AENA disse à Lusa que a situação está a ser acompanhada "permanentemente" e que eventuais alterações serão implementadas em "coordenação com a Eurocontrol".

A AENA confirmou que até às 17h00 já tinham sido cancelados em Espanha cerca de 2 000 voos e que Madrid e Barcelona têm em vigor operações destinadas a "acolher aeronaves do Hemisfério sul, Ilhas Canárias e África". 

O objetivo é que os passageiros dessas origens possam depois ser transferidos por estrada para os seus países, fundamentalmente Alemanha e Holanda.

*** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.