Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Mais austeridade

Seguro espera que fim da TSU "sirva de lição ao primeiro-ministro"

  • 333

Líder do PS disse estar "muito satisfeito" pelo recuo de Passos Coelho nas medidas da TSU e respondeu ao desafio de Francisco Louçã.

O secretário-geral do PS, António José Seguro, manifestou-se hoje, em Soure, "muito satisfeito" com o facto de a TSU ter "caído" e disse esperar que isso "sirva de lição ao primeiro-ministro".

"Considero que é uma satisfação para todos os portugueses, estou muito satisfeito com o facto de a TSU ter caído, espero que isto sirva de lição para o primeiro-ministro", afirmou.

António José Seguro falava aos jornalistas em Soure (Coimbra), respondendo a uma questão sobre o recuo do Governo em relação à proposta da Taxa Social Única, na sequência da reunião do Conselho de Estado de sexta-feira.

Sobre o comunicado do Conselho de Estado, o líder socialista disse não fazer comentários por ser membro deste órgão.

Acerca de uma eventual remodelação do Governo, António José Seguro disse tratar-se de uma questão que compete ao primeiro-ministro.

Resposta a Louçã

Em relação ao desafio do líder do Bloco de Esquerda, Francisco Louçã, para que se avance para uma moção de censura de toda a oposição ao Governo, António José Seguro respondeu que "o Partido Socialista decide a sua estratégia e continuará a fazê-lo no futuro".

"Se o Governo mantivesse a sua proposta TSU, significaria que o PS apresentaria uma moção de censura, não havendo uma proposta do Governo, naturalmente eu cumprirei a minha palavra", acrescentou o secretário-geral dos socialistas.

Segundo o comunicado divulgado após a reunião do Conselho de Estado de sexta-feira, o Governo informou o Conselho de Estado de que está disponível para, no quadro da concertação social, "estudar alternativas" à alteração da Taxa Social Única (TSU), tendo também informado que foram ultrapassadas as dificuldades que poderiam afetar a "solidez" da coligação governamental PSD/CDS-PP.

Veja o vídeo: