Expresso

Siga-nos

Perfil

Perfil

Mais austeridade

O recuo de Passos visto de fora

  • 333

Vítor Gaspar, Passos Coelho e Paulo Portas vão substituir a subida da TSU por outras medidas

Tiago Petinga/Lusa

A imprensa internacional está a prestar atenção à evolução da situação política e orçamental portuguesa. O volte-face do Governo português é sublinhado em todas as notícias.

O "El País" faz manchete no seu site com o título "Portugal cede à pressão social e reconsidera a subida de impostos". O tema é desenvolvido em vários artigos, incluindo os protesto que ontem tiveram lugar em frente ao Palácio de Belém. O diário espanhol sublinha a importância das manifestações que têm vindo a ocorrer desde há cerca de uma semana e que tiveram o seu epílogo ontem com o comunicado do Conselho de Estado e a manifesta abertura do Governo em rever medidas apresentadas como a da TSU. A BBC também já noticiou estas alterações de planos, frisando que "o governo de centro-direita concordou em procurar alternativas à subida das taxas da contribuição para a segurança social, depois de uma semana de protestos anti-austeridade". Os incidentes que ontem tiveram lugar frente à Casa Oficial da Presidência da República são citados, assim como o facto de a troika já ter dado mais um ano para o cumprimento das metas do défice. Já a agência noticiosa Reuters está a seguir o assunto a par e passo, noticiando a continuação da discussão sobre a TSU até à próxima semana, o recrudescer dos protestos e as declarações do PR relativamente ao fim da crise política instalada entre os membros da coligação governamental. O volte-face da posição do governo tem lugar de destaque. Muitos órgãos de comunicação internacionais estão a  dar eco das mais recentes notícias, utilizando os serviços das agências noticiosas, como é o caso do Chicago Tribune, sendo o tema igualmente acompanhado pela UPI. A France 24, a AFP e a Euro News também têm seguido atentamente os acontecimentos.