Siga-nos

Perfil

Expresso

Face Oculta

Paulo Baldaia desmente "Sol"

O director da TSF nega que estivesse para ir para a TVI e afirma que mal conhece Rui Pedro Soares. Clique para visitar o dossiê Face Oculta

Hugo Franco (www.expresso.pt)

Paulo Baldaia, director da TSF, escreveu esta manhã um e-mail interno a desmentir as notícias do Sol sobre a sua eventual ligação ao caso 'Face Oculta'. "Eu nunca estive para ir para a TVI e mal conheço Rui Pedro Soares (o administrador da PT que esta semana pediu a demissão)", escreve Baldaia, em letras maiúsculas.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ FACE OCULTA

O jornalista assegura que irá avançar com um processo judicial. Quer determinar quem pode ser responsabilizado pela ofensa: "sejam eles Rui Pedro Soares, Paulo Penedos, a direcção do jornal Sol ou a justiça portuguesa".

Para Paulo Baldaia, o que diz Rui Pedro Soares responsabiliza-o a ele. "Esse senhor, com quem almocei uma vez e falei ao telefone duas ou três vezes, em toda a minha vida, pensará que é dono do mundo - a acreditar que aquelas escutas são verdadeiras - e que manda na vida e na consciência dos outros. Na minha não manda, nem nunca mandou." E prossegue: "Com Paulo Penedos não me lembro de ter falado com ele, uma vez que fosse".

Discussão sobre liderança na TVI

Na edição do "Sol" desta semana, o jornal reproduz uma conversa entre Paulo Penedos e Rui Pedro Soares, que discutem quem ficaria à frente da TVI e da Media Capital. Rui Pedro diz que até já "está escolhido o director de informação - o Paulo Baldaia". Penedes diz que esta escolha "é inatacável" e lembra que o jornalista "é dado como próximo do Tó-Zé" (referindo-se a António José Seguro, que quem Baldaia foi assessor de imprensa quando era secretário de Estado do Governo de António Guterres).

"A notícia de hoje é, no mínimo, muito fantasiosa, porque é suposto que eu fosse "controlar" centenas de jornalistas na TVI, TSF, DN, JN e ainda os donos da Ongoing", diz Paulo Baldia. "A tese de que sou um amigo do governo faz caminho. É do conhecimento público que, há mais de 10 anos, assessorei dois socialistas (António José Seguro e Mário Soares) e, com notícias destas, muita gente pode ficar convencida que existe uma causa e um efeito, mas não existe."

Baldaia conclui: "De todos os políticos que conheço (centenas) sou amigo, apenas, de António José Seguro".

Paulo Baldaia não fez comentários ao Expresso.