Siga-nos

Perfil

Expresso

Portugal 2009

Reunião do PSD comentada no Twitter

O Conselho Nacional do PSD decorreu à porta fechada, mas dois dos seus elementos fizeram saber para o exterior, utilizando a rede social Twitter, algo do que lá se ia dizendo e ocorrendo. Clique para visitar o dossiê Portugal 2009

A reunião de ontem à noite do Conselho Nacional do PSD decorreu em Lisboa à porta fechada, mas pelo menos dois dos seus membros transmitiram na rede social Twitter, na Internet, partes de algumas intervenções de dirigentes.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ PORTUGAL 2009

Foi o caso do conselheiro nacional Ricardo Almeida, eleito deputado pelo Porto na presente legislatura, que contou por exemplo que a líder do PSD, Manuela Ferreira Leite, argumentou que "não há lugares cativos" para justificar os seus critérios na elaboração das listas. 

O Twitter é uma rede social na Internet, na qual os utilizadores podem deixar comentários em 140 caracteres de cada vez. Os debates quinzenais no Parlamento com o primeiro-ministro também foram relatados online através desta rede social por alguns deputados. 

Sobre a intervenção de Pedro Passos Coelho, que não foi escolhido para liderar a lista por Vila Real como pretendia, Ricardo Almeida escreveu no Twitter que o social-democrata criticou que o PSD "não se abre à sociedade civil". Segundo Ricardo Almeida, Pedro Passos Coelho terá dito ainda que a ex-militante do CDS-PP Maria José Nogueira Pinto, que integra a lista de Lisboa, "é uma desilusão". 

O conselheiro nacional António Proa também utilizou o Twitter para deixar as suas impressões sobre a reunião, questionando por exemplo se a "ética, o rigor e verdade" foram critérios nas listas do PSD. O regulamento de disciplina do PSD considera infracção disciplinar "tornar conhecidos, seja por que forma for, factos ou decisões referentes à vida interna do partido e dos quais tenha sabido no exercício de cargos, funções ou missões, para que tenha sido designado".  

Os Estatutos do PSD prevêem que os militantes devem "guardar sigilo sobre as actividades internas dos órgãos do partido de que sejam titulares ou a que assistam como participantes, observadores ou convidados". Ainda de acordo com Ricardo Almeida, o deputado Pedro Pinto, apoiante de Pedro Santana Lopes nas últimas eleições internas, "defendeu Pedro Passos Coelho" no Conselho Nacional e o ex-ministro Morais Sarmento foi o "mais aplaudido" da reunião. 

Ricardo Almeida escreveu que a designação de Manuela Ferreira Leite como candidata a primeira-ministra foi aprovada "por aclamação" e que o deputado Pedro Duarte é o número 11 na lista do Porto.  

O deputado também escreveu que "Elidérico Viegas é o número 4 no Algarve". "Não conheço mas gosto do nome", comentou, em tom descontraído.