Siga-nos

Perfil

Expresso

Portugal 2009

PS e Bloco não fazem maioria. CDS é essencial

Mesmo contabilizando o número máximo possível de deputados, PS e Bloco de Esquerda não fazem maioria absoluta - 116 deputados.

 

O PS pode ainda atingir 96 deputados e o Bloco de Esquerda 17, o que perfaz 113.

Além dos deputados hoje eleitos, faltam contabilizar os quatros pelos dois círculos da emigração (Europa e Fora da Europa). Aqui, tradicionalmente o PSD consegue três parlamentares e o melhor que o PS já conseguiu foram dois eleitos, em 1999 - quando o PS quase obteve a maioria absoluta, ficando com 115 deputados.

Ou seja, o único partido parlamentar (tirando o PSD) com que o PS de José Sócrates pode contar para formar uma maioria estável é a força liderada por Paulo Portas.

PS e CDS, juntos, podem atingir os 117 eleitos, suficientes para a maioria absoluta.

Recorde-se que no último dia da campanha eleitoral, sexta-feira, Paulo Portas foi peremptório em relação a um acordo com o PS: "N-Ã-O".

De qualquer forma, a maioria do Parlamento continua a ser de esquerda: PS mais Bloco mais CDU perfazem 128 deputados. Mas um entendimento entre as três forças parece altamente remoto (o PS nunca se entendeu com os partidos à sua esquerda).