Siga-nos

Perfil

Expresso

Crise no Egito

ElBaradei: Mubarak deve partir "para salvar a sua pele"

Em entrevista ao jornal inglês "The Independent", ElBaradei defendeu que se Hosni Mubarak "quer verdadeiramente salvar a sua pele, deve partir". Clique para visitar o dossiê Crise no Egito

O opositor egípcio Mohamed ElBaradei, que surge como figura de proa da revolta contra o regime de Hosni Mubarak, defendeu no britânico The Independent que se o presidente egípcio "quer verdadeiramente salvar a sua pele, deve partir".

Clique para aceder ao índice do dossiê Crise no Egito

"Quando um regime retira completamente a polícia das ruas do Cairo, quando os saqueadores fazem parte da polícia secreta para tentar dar a impressão que sem Mubarak, o país mergulhará no caos, é um ato criminosos (...). Se ele quer salvar a sua pele, faria melhor em partir", declarou ElBaradei numa entrevista concedida ao jornal britânico The Independent.

A polícia egípcia desertou subitamente na sexta-feira das ruas do país, mas as autoridades anunciaram domingo o destacamento, que se tornou efetivo segunda-feira.

ElBaradei não quer a Presidência

ElBaradei, prémio Nobel da paz, afirmou ao jornal britânico que não deseja ser presidente.

Questionado sobre a hipótese de assegurar a presidência interina antes da realização de eleições, ElBaradei respondeu que "se houver um consenso entre todos sobre o que deve fazer por eles ... que o fará".

O antigo diplomata também defendeu que no fim de contas, o exército egípcio estará com o povo".

No final do dia, quando cada um (dos militares) tira a farda, faz parte do povo com os mesmos problemas, a mesma repressão, a mesma impossibilidade de levar uma vida decente", adiantou ElBaradei.

"Portanto não penso que eles vão atirar contra o seu povo", considerou.