Siga-nos

Perfil

Expresso

Caso Freeport

"Caso Freeport vai ser rapidamente resolvido", diz Cândida Almeida

A diretora do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) não garante, no entanto, que o desfecho do caso Freeport seja ainda este mês como anteriormente previsto. Clique para visitar o dossiê Caso Freeport.

O caso Freeport "vai ser rapidamente resolvido", disse hoje a diretora do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), Cândida Almeida, que não garantiu porém se o desfecho será ainda este mês como anteriormente tinha anunciado.   

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ ESPECIAL CASO FREEPORT   "Os magistrados do processo não querem prolongar por muito mais tempo esta situação", disse Cândida Almeida aos jornalistas à margem da Conferência sobre Corrupção Participada em Portugal, que decorre em Lisboa.   A diretora do DCIAP afirmou que uma das explicações para o arrastar desta investigação é o relatório da Polícia Judiciária, que disse ser de "extraordinária qualidade", ter milhares de páginas e "ter de ser profundamente estudado e confrontado com os outros dados" já recolhidos.

Inquérito na reta final 

No passado dia 24 de fevereiro, no parlamento, Cândida Almeida tinha apontado o mês de abril como "teto temporal" para a conclusão da investigação do caso Freeport , acrescentando que o inquérito "está no fim".     O processo relativo ao Freeport investiga alegadas suspeitas de corrupção e tráfico de influências no licenciamento do centro comercial, em 2002, quando o atual primeiro ministro, José Sócrates, era ministro do Ambiente.   São arguidos no processo Charles Smith (que esteve envolvido no licenciamento do Freeport), Carlos Guerra (ex-presidente do Instituto da Conservação da Natureza), José Dias Inocêncio (antigo presidente da Câmara de Alcochete), José Manuel Marques (antigo assessor da autarquia), Manuel Pedro (sócio de Charles Smith na empresa Smith & Pedro) e Eduardo Capinha Lopes (responsável pelo projeto de arquitetura).       *** Este texto foi escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico ***

Clique para ler a Nota da Direcção do Expresso sobre o novo Acordo Ortográfico.