Siga-nos

Perfil

Expresso

Eleições em Espanha

Pesos-pesados sobem ao palco

Perante as sondagens que continuam renhidas, PP e PSOE começaram a jogar os seus principais trunfos. Felipe González e José Maria Aznar entraram ontem em campanha.

Margarida Mota, no País Basco

A pouco mais de uma semana das eleições em Espanha, os dois principais partidos fizeram subir ao palco das acções de campanha dois dos seus mais destacados "senadores" - os ex-Presidentes de Governo Felipe González e José Maria Aznar.

Ontem à noite, num "mitin" do PSOE em Málaga, Felipe González acicatou ainda mais os ânimos ao acusar Mariano Rajoy de ser "um imbecil" por se considerar "mais moderado e razoável" do que Zapatero. Aznar, por sua vez, surgiu num comício do PP nas Astúrias, tendo previstas mais duas intervenções públicas até ao final da campanha, em Madrid (dia 1) e Múrcia (dia 4).

Segundo a última sondagem, divulgada hoje de manhã, o PSOE de Zapatero lidera as intenções de voto com 44,1%. O PP de Rajoy segue nos calcanhares com 38,8%.