Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

PS recusa que derrota na Madeira chegue ao continente

  • 333

CONSEQUÊNCIA Vítor Freitas demitiu-se logo na noite eleitoral da liderança dos socialistas madeirenses

Gregório Cunha/Lusa

Porfírio Silva, secretário nacional do PS, reconhece ao Expresso que o resultado dos socialistas na Madeira, este domingo,"não é motivador", como qualquer derrota nunca é. Mas diz acreditar que "não haverá contaminação" das legislativas.

Cristina Figueiredo

Cristina Figueiredo

Jornalista da secção Política

Exatamente seis meses depois de ter esmagado António José Seguro nas primárias para candidato a primeiro-ministro, e no mesmo dia em que, num  comício no Porto, pedia a maioria absoluta nas próximas legislativas, António Costa sofreu a sua primeira derrota eleitoral. No largo do Rato, porém, a direção socialista recusa fazer uma leitura nacional do resultado humilhante obtido ontem na Madeira  - com o PS, coligado com PTP, PAN e MPT, a ficar-se pelos 11,4% dos votos, menos uma décima do que o que obtera, sozinho, em 2011. E além disso ficou atrás do CDS.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI