Siga-nos

Perfil

Expresso

Diário

Pode alguém vencer Hillary Clinton?

  • 333

Anunciada. Hillary está na linha dianteira da política há 23 anos

Jacquelyn Martin/Reuters

A antiga primeira-dama, senadora e secretária de Estado pôs fim, ontem, a um segredo de Polichinelo. É quase candidata única do lado democrata e assusta, claramente, os muitos republicanos. Mas em 2008 também parecia inevitável e falhou. O que mudou em sete anos?

A resposta curta à pergunta do título só pode ser "sim". Afinal, os Estados Unidos da América são uma democracia - conceito pouco consentâneo com predestinações - e as presidenciais são daqui a mais de um ano e meio. Ainda assim, a candidatura oficializada ontem estava predestinada e mais-do-que-anunciada, pelo menos desde que a ex-primeira-dama (1993-2001), ex-senadora pelo Estado de Nova Iorque (2001-2009) e ex-secretária de Estado (2009-2013) perdeu as primárias do Partido Democrata, em 2008, para o então senador novato Barack Obama, em cujo Governo viria a chefiar a política externa.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI